Andrey fala sobre jogo contra o Altos-PI: ‘não precisamos passar por esse sufoco’


A metáfora do copo meio cheio ou do copo meio vazio ajuda a entender como Andrey analisou o desempenho do Vasco no 1 a 1 com o Altos, do Piauí, pela Copa do Brasil. Na tarde desta quinta-feira, ao retornar ao Rio, após a classificação à segunda fase do torneio nacional, o volante elogiou a criação ofensiva do time, porém, alertou para as inúmeras chances desperdiçadas.

O entendimento do jogador, ao projetar os próximos compromissos, em especial o do dia 19, na Bolívia, diante do Oriente Petrolero, pela Sul-Americana, é de que não há necessidade de passar sufoco. Basta, então, ser mais efetivo nas finalizações.

– Acho que o time melhorou na questão da criação, algo que estava sendo muito falado. Pecamos na hora de finalizar. Tem de trabalhar essa parte final, o último passe e o último chute. Assim, as vitórias virão com mais tranquilidade e, talvez, não precisamos passar por esse sufoco – afirmou o jogador na área de desembarque do aeroporto Santos Dumont.

Melhores momentos: Altos-PI 1 x 1 Vasco pela Copa do Brasil 2020

Pelo menos cinco grandes situações de gol não foram aproveitadas, três por Talles e duas por Cano. Mesmo levando um susto aos 47 minutos do segundo tempo, quando o zagueiro Leandro cabeceou livre dentro da área para fora, Vasco avançou. Contra o time boliviano, a vantagem é brasileira por ter vencido em casa por 1 a 0.

– É um jogo muito importante para a gente, sabemos o que significa a Sul-Americana. Então, precisamos estar muito focados e analisar o adversário e seus pontos fortes. Para chegar á, fazer um grande jogo e voltar classificado – completou Andrey.

A sexta-feira será de folga no Vasco. Eliminado da Taça Guanabara, o time treinará sábado e domingo antes de viajar para a Bolívia.

Mais respostas de Andrey

Importância de Cano

É um jogador espetacular. Mostra aqui no Vasco assim como mostrou no ano passado, quando foi um dos artilheiros do mundo. Ele é muito técnico e tenho certeza de que vai ajudar muito a gente durante o ano.

Titularidade em 2019

Acho que estou em uma crescente. Busco evoluir jogo a jogo e tirar o máximo de mim para ajudar o Vasco. Espero continuar nessa sequência até porque jogo em uma posição nova, então, ainda estou em adaptação. Com o tempo, conhecendo melhor os companheiros, a coisa tende a ser melhor.

Nova função

Quando eu jogava de segundo, eu saia mais. Chegava mais ao ataque, tinha liberdade para ir até a área do rival. Agora, não. Tenho de estar ali por trás, marcando e ajudando os meus companheiros. É algo que já fiz, mas ainda é um pouco diferente. Ainda preciso me acostumar e isso sei que vai ser o mais rápido possível.

Fonte: GloboEsporte.com

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠