Trens da Supervia foram vandalizados após Vasco x Flamengo no Maracanã

SONY DSC

Trens da Supervia foram vandalizados na noite desta quarta-feira (22), após o jogo entre Vasco e Flamengo no Maracanã, na Zona Norte do Rio.

Segundo a concessionária, quatro janelas de duas composições extras para Japeri foram arrancadas e outras dez foram danificadas em outro trem extra para Santa Cruz.

Além disso, de acordo com a Supervia, uma câmera de segurança foi furtada na estação Méier, também na Zona Norte. Todas as composições danificadas foram retiradas de circulação e a previsão de reparo é de até 48 horas.

Aproximadamente 300 ocorrências de vandalismo nos trens foram registradas pela Supervia no ano de 2019, de acordo com a empresa. Todos os casos foram registrados na delegacia.

Briga entre torcedores deixa jovem baleado

Duas pessoas ficaram feridas, sendo uma em estado grave, depois de uma confusão entre torcedores do Vasco e do Flamengo na Praça do Barreto, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, antes da partida no Maracanã.

Lucas Rocha da Silva, de 21 anos, levou um tiro na coxa esquerda, foi atendido no Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, e liberado em seguida. O flamenguista chegou à delegacia para prestar depoimento no início da madrugada desta quinta-feira (23).

Já o vascaíno Lucas Vasconcelos, de 27 anos, foi agredido a pauladas e teve traumatismo craniano. Ele passou por cirurgia no Hospital Santa Marta, em Santa Rosa. O estado de saúde dele é grave.

A confusão começou por volta das 18h e foi registrada por moradores da região, que filmaram grupos de homens correndo com pedaços de madeira nas mãos e se agredindo. A briga só terminou após a chegada de policiais militares, que encontraram seis pedaços de pau no porta-malas de um carro dos torcedores.

De acordo com a PM, a Praça do Barreto é um ponto de encontro de torcedores do Vasco, que foram surpreendidos por um grupo de flameguistas.

À noite, trinta pessoas haviam sido detidas, sendo vinte vascaínos levados para a delegacia do Centro da cidade em um ônibus e dez flamenguistas no camburão da polícia. Contra um dos detidos, que não teve identidade divulgada pela polícia, havia um mandado de prisão em aberto por tentativa de homicídio.

Fonte: G1

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠