Vasco pode deixar o Cruzeiro ainda mais perto do seu 1º rebaixamento no Brasileiro


Em outubro, Zezé Perrella, gestor de futebol do Cruzeiro, ao comentar a crise que o clube vive, afirmou que era preciso evitar que a Raposa se transformasse em um Vasco. Nesta segunda-feira, às 20h, em São Januário, o time carioca terá a chance de dar o troco e deixar o rival mais próximo do rebaixamento para a Segunda Divisão.

A declaração caiu mal e fez com que Perrella pedisse desculpas dias depois. Mas não muda o fato de que a torcida vascaína nas redes sociais quer ver o time de Belo Horizonte na Segunda Divisão em 2020. Seria a primeira queda dos cruzeirenses.

Por enquanto, eles ainda fazem parte de dois grupos seletos do futebol brasileiro. Ao lado de Santos, São Paulo e Flamengo, nunca foram rebaixados para a Série B. Somente o Cruzeiro e o Rubro-negro estiveram presentes em todas as edições da Primeira Divisão. Pelo menos até o próximo domingo, quando será disputada a última rodada.

O Vasco fazia parte desses dois grupos até 2008, quando foi rebaixado pela primeira vez. Onze anos depois, não precisa se preocupar com a zona perigosa, ainda que, matematicamente, ainda possa ser alcançado pelo Cruzeiro — a diferença entre as equipes é de oito pontos, com nove ainda em disputa. Um empate é mais do que suficiente para o time de São Januário cumprir a formalidade que é seguir na Série A na temporada que vem.

A partida acontecerá diante das arquibancadas lotadas em São Januário. O time praticamente não tem mais chances de Libertadores, mas a campanha de adesão em massa ao programa de sócio-torcedor levou a torcida a comprar a ideia de lotar a Colina como outra manifestação de força.

Até o fechamento da reportagem, o clube já havia atingido a marca de 125 mil sócios. Para o zagueiro Leandro Castan, que deve jogar nesta segunda-feira, a mobilização da torcida está longe de ser novidade.

— Eu que já joguei contra sei como é essa força, mas hoje que eu posso conviver com eles eu consigo realmente ver o tamanho dessa torcida — afirmou.

O Vasco terá dois desfalques. Marcos Júnior, que sofreu pancada na cabeça e ficou desacordado contra o São Paulo, será poupado no cumprimento do protocolo da Fifa para casos assim. Raul, com três cartões amarelos, está fora.

Por outro lado, o atacante Rossi deve retornar à equipe titular esta noite.

Fonte: Extra Online

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠