Torcedor vascaíno, lutador de MMA Igor Araújo vira técnico de futebol e sonha treinar o Vasco


Igor Araújo é, como quase todo brasileiro, um apaixonado por futebol. Mas o ex-lutador do UFC não se restringiu a acompanhar o Vasco da Gama, seu time do coração, e o esporte número 1 do país. Fora do Brasil há 14 anos, o atleta de 38 anos está encaminhando um outro sonho: o de ser técnico profissional. O meio-médio (77 kg), que mora na Suíça, treina a equipe de crianças do Veyrier Sports, clube cujo time adulto disputa a 2. Liga Interregional do país.

Em entrevista exclusiva à Ag. Fight, Araújo contou que concluiu as etapas nacionais da formação de treinadores e que não pretende encerrar a jornada por aí. Dono de duas academias de jiu-jitsu – uma na Itália e outra em Genebra (SUI), onde mora —, o lutador concilia a atividade de professor nos tatames e nos gramados. Dando treinos três vezes por semana para a equipe Junior E3 do Veyrier e comandando o time em jogos no sábado, Igor relatou que pouco fica em casa, mas que se sente recompensado pelo trabalho.

O meio-médio (77 kg) fez quatro lutas no UFC, entre 2013 e 2015. Desligado da organização depois de duas vitórias e duas derrotas, o atleta contou que não tem mais o MMA como prioridade, embora não se declare aposentado ainda. Ele relatou que recusou a última proposta de uma luta, na Rússia, porque a data se chocava com a do curso de treinador na Federação Suíça – o que mostra em que patamar está o futebol em sua vida atualmente.

“Eu terminei semana passada a parte (da formação) da Federação Suíça, que foram os diplomas D, o C e o C+. Foram três etapas em três anos de estudo, e um de animador ainda. Então, na verdade são quatro etapas. Tem que começar sabendo gerenciar aula pra criancinha, depois você passa pro futebol… É bem complexo. Aqui é outra coisa. Tem que saber primeiro lidar com criança, e se você for qualificado, você passa pro futebol. Como eu dou aula de jiu-jitsu há muitos anos, isso pra mim é fácil. (…) Agora, meu próximo curso já é na UEFA”, explicou, referindo-se à confederação europeia de futebol.

“O próximo curso já é o B, da UEFA. Depois fica faltando o B+ e o A, que é a licença profissional da UEFA. Mas com o próximo, o B, eu já posso ser treinador de equipe sem problema. Até hoje eu dia eu já posso, já sou treinador de uma equipe. Mas profissional, eu posso com o B, que é a próxima etapa. E eu acabei de passar pelo C+, tirei uma das melhores notas da minha turma na avaliação, fiquei muito feliz, porque às vezes a gente vem de outro esporte e o pessoal acha que a gente não tem conhecimento, mas eu tenho bastante conhecimento, estudo bastante, conheço muito e já joguei futebol. Então, para mim, está sendo tranquilo”, acrescentou.

Com três filhos, Araújo decidiu estudar para ser técnico de futebol depois de enfrentar uma situação que muitos ‘pais corujas’ passam: não gostar do trabalho do treinador de suas crianças. Igor contou que, ao diminuir a rotina de lutador de MMA, percebeu que o esporte infantil seria um aprendizado fundamental para o seu futuro.

“Hoje eles já estão treinando comigo, sou treinador dos meus filhos. Aqui, você tem que começar com crianças, todo mundo. Você começa com as crianças e depois vai subindo. Eles (da Federação Suíça) vão vendo se você leva jeito para você ir passando nos testes e nas avaliações da Federação. Criança é outra coisa. Mas a partir de agora eu tenho de ter uma experiência com uma equipe acima de 15 anos para poder fazer a próxima etapa, que é o diploma B da UEFA. Aí, a partir de setembro, eu já vou estar treinando uma equipe juvenil ou júnior. Estou conversando com alguns clubes aqui. Devo estar trocando de clube aqui para um juvenil ou de juniores já na próxima temporada”, contou.

A paixão pelo futebol, na verdade, apenas repousava até a vontade de ser treinador surgir. Igor relatou à Ag. Fight que jogou na base de clubes da região de Patos de Minas (MG), onde foi criado, até os 19 anos, tendo inclusive feito testes no Cruzeiro. Segundo contou, em uma das equipes que jogou na categoria juvenil, era o técnico do time infantil. Cada vez mais perto de treinar um time profissional, Araújo afirmou que tem planos ambiciosos – e que não liga para os que fazem pouco caso de seus projetos.

“É isso mesmo que eu quero. Tenho uma academia muito movimentada, muita gente. A maioria faz o curso de futebol só para dar aula aqui mesmo. Eu não: quero ser treinador de time grande. Quero treinar o Vasco, a Seleção Brasileira, o Barcelona, o Real Madrid… Quero chegar o mais longe que eu puder, assim como eu fiz no MMA. No início eu treinava, falava que iria chegar no UFC ou no Pride, os caras ficavam rindo da minha cara. É a mesma coisa que está acontecendo no futebol hoje em dia: eu falo, o pessoal fica rindo, eu falo: ‘Beleza, espera aí’. Eu estou com 38 anos ainda, e meu objetivo é até 45 anos, no máximo, ou até antes, estar em um time de primeira linha. E eu vou trabalhar para isso”, finalizou.

 

Fonte: Agfight (texto foto), Twitter do lutador Igor Araújo (foto)

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠