Campello diz que Vasco tenta reverter decisão e não descarta pagar multa para abrir portões do Maracanã


O Vasco ainda trabalha para reverter a decisão de jogar a final da Taça Guanabara com portões fechados. O presidente do clube, Alexandre Campello, afirmou que os advogados cruz-maltinos estão de plantão no Tribunal de Justiça. Ele também não descartar pagar a multa de R$ 500 mil para descumprir a ordem judicial.

– Estou pensando, inicialmente, que a gente vai conseguir reverter. Sempre cabe alguma medida judicial. Nossos advogados estão neste momento no TJ trabalhando neste sentido – afirmou Campello.

Para o presidente, é uma temeridade não abrir os portões depois que 30 mil ingressos foram vendidos para a partida. Alguns torcedores vieram de outros estados para acompanhar a final. Ele vai estudar a hipótese de pagar a multa e receber o público.

– (A ideia) pode ser avaliada. Tem torcedor se mobilizando para ir para o Maracanã. Aquilo vai virar uma confusão. Acho arriscado esse tipo de conduta. O risco de cumprir (a ordem) é maior que o de não cumprir. Tem que prevalecer o bom senso – completou.

Campello também criticou a postura do Fluminense no caso.

– O Vasco fez tudo certinho, como manda o figurino. Conversou com Ferj e Maracanã, que asseguraram que quem escolhia era o Vasco. O Vasco tem 63 anos de tradição, conquistou isso no campo. Suspendemos a venda, alertamos para todos os riscos.

O Fluminense jogou gasolina no fogo. Falou de violência, de guerra, palavras que não se deveria usar nestes tempos. Quem vai ser responsável por isso? Como que devolve dinheiro para 30 mil torcedores? Qual é a logística? Cada um que arque com suas responsabilidades.

Vasco e Fluminense se enfrentam às 17h (de Brasília) deste domingo, no Maracanã, para decidir a final da Taça Guanabara. Até o momento, o jogo será com portões fechados.

Fonte: GloboEsporte.com

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠