Maracanã recupera peças da Calçada da Fama, entre elas as de Ademir, Barbosa, Bellini, Danilo, Friaça e Vavá

O mistério chegou ao fim. Sumidos desde a reforma do Maracanã, 73 itens da Calçada da Fama do estádio voltarão, enfim, a ser exibidos para os torcedores e visitantes do estádio. Para encontrá-los, nem foi preciso ir muito longe: todos já estavam dentro do complexo esportivo, espalhados por salas administrativas do Maracanãzinho. O mais difícil foi ter acesso ao acervo.

Após mais de dois anos de espera, a concessionária que administra o Maracanã conseguiu, em janeiro, com apoio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do estado, abrir as salas do ginásio para, enfim, procurar as peças. O material estava lá, espalhado em seis salas do segundo andar, guardadas sem o cuidado necessário: havia peças em sacos de lixo, algumas alocadas até em banheiros, e moldes de gesso embalados sem segurança.

– Essa não é a condição recomendável. Qualquer choque, qualquer impacto poderia ter se perdido alguma peça, poderia ter se quebrado. Por não estarem bem embaladas e por não estarem bem organizadas, talvez ficasse mais difícil identificá-las – afirmou a museóloga Daniele Torres, responsável pelo trabalho de garimpar as peças do acervo do estádio em meio a materiais diversos armazenados nas salas.

– Conseguimos mostrar para a sociedade o que estava até então sumido, desconhecido. Acho que foi um grande ganho de todos – declarou o secretário de Esporte, Lazer e Juventude do Rio, Felipe Bornier.

Criada originalmente com 50 itens para marcar o cinquentenário do Maracanã, em 16 de junho de 2000, a Calçada da Fama já contava com o dobro de marcas quando o estádio foi posto abaixo para remodelação, no fim de 2010. O novo Maraca voltou à ativa em 2013, mas a concessionária precisou esperar os eventos internacionais sediados no Brasil – Copa das Confederações 2013, Copa do Mundo 2014 e Jogos Olímpicos Rio-2016 – para reabrir a Calçada da Fama à visitação.

Ainda assim, apenas 28 pegadas – menos de um terço do acervo – foram disponibilizadas pela Secretaria estadual de Esporte, privando torcedores e turistas de rever o registro de craques históricos como Nilton Santos, Gerson, Ademir da Guia, Bellini, Sócrates e Romário.

Atualmente, duas novas peças, as primeiras produzidas pela Concessionária Maracanã, se juntam a esse material: as marcas dos pés da craque Marta e das mãos do goleiro Julio César. Outras duas estão em processo de finalização, do atacante Tulio e do ídolo mundial Ronaldinho Gaúcho.

Nova Calçada da Fama será inaugurada até abril

Agora, com as antigas peças recuperadas, começa uma corrida contra o tempo para que elas voltem ao devido lugar. Para marcar o retorno das homenagens, o Maracanã prepara uma nova Calçada da Fama, maior e com nova apresentação visual, que será inaugurada até abril.

Nesta primeira etapa, 48 jogadores homenageados no passado estarão novamente em exposição. Outras 21 peças ainda precisam de restauração, e serão incorporadas à visitação até a Copa América, que será realizada no Brasil e que terá a final no Maracanã, dia 7 de julho.

Apenas quatro peças estão em condições mais difíceis, e deverão ser reproduzidas até o fim do ano – o estádio possui moldes das marcas originais. O orçamento previsto para o trabalho de recuperação das peças e remodelação da Calçada da Fama é de aproximadamente R$ 200 mil, valor que será pago pela Concessionária Maracanã.

– O mais rápido possível a gente vai colocar essas peças à disposição do público que frequenta o Tour Maracanã, que recebe 1.500 pessoas por dia. A gente vai criar uma área especial para essas peças que vão chegar, para que elas fiquem ainda mais visíveis, mais bonitas – disse o relações públicas da Concessionária Maracanã, Daelcio Freitas.

Parte das pegadas da nova Calçada da Fama ficarão no corredor de acesso ao campo, formando uma espécie de corredor de honra para inspirar os jogadores antes das partidas.

– Os jogadores que hoje atuam vão passar por essa área, acho que vai ser uma relação bacana entre presente e passado – completou Daelcio Freitas.

Confira os jogadores que tiveram seus registros recuperados para voltar à Calçada da Fama:

Ademir da Guia
Ademir Menezes
Adílio
Alex
Alexandre Torres
Almir Pernambuquinho
Altair
Amarildo
Barbosa
Bebeto
Bellini
Branco
Brito
Carpegiani
Castilho
Claudio Adão
Coutinho
Danilo Alvin
Dario (Dada Maravilha)
Dequinha
Dirceu
Djalma Santos
Edinho
Evaristo
Falcão
Friaça
Geovani
Gerson
Gylmar
Ipojucan
Jair Rosa Pinto
Joel
Julinho
Junior
Kaká
Leandro
Leonidas
Luiz Pereira
Luizinho
Manga
Marco Antonio
Marinho
Marinho Chagas
Marta
Mendonça
Nilton Santos
Orlando
Pampolini
Paulo Borges
Paulo Cezar Lima
Paulo Henrique
Paulo Victor
Pepe
Pinga
Pinheiro
Quarentinha
Renato Gaúcho
Reinaldo
Roberto Miranda
Romário
Rondinelli
Rubens
Samarone
Silva Batuta
Sócrates
Tita
Tostão
Vava
Waldo
Zinho
Zito
Zizinho
Zózimo

Fonte: GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!