Técnicos de Vasco e Fluminense, Alberto Valentim e Fernando Diniz jogaram juntos no Guarani em 1995


Há quase 25 anos os treinadores Alberto Valentim e Fernando Diniz, hoje rivais no clássico entre Vasco e Fluminense válido pela Taça Guanabara do Campeonato Carioca, respectivamente, tiveram a chance de jogar em um esquadrão capaz de fazer inveja para muita seleção.

Formaram um time ao lado de medalhões como Amoroso, Luizão, Djalminha, Neto, Fernando e Anderson Lima. Foram treinados por José Macia, o Pepe, ex-ponta-esquerda do Santos de Pelé e campeão brasileiro de 86 como técnico do São Paulo. Uma potência capaz de ganhar tudo, certo?

Errado.

Mesmo com esse esquadrão, o Guarani ficou apenas na 18ª posição do Campeonato Brasileiro de 1995, com 25 pontos ganhos.

“Eles aprenderam muito nesa época com certeza”, disse Sérgio Soares, ex-meia da equipe naquele ano, atualmente treinador, ao ESPN.com.br.

Os melhores resultados daquele time – que venceu sete vezes na competição – foram os triunfos por 2 a 0 sobre o Corinthians no Brinco de Ouro da Princesa e por 4 a 2 sobre o São Paulo de Telê Santana.

“Não esqueço que o Djalminha fez um gol no Inter de cavadinha no [goleiro argentino] Goicochea, que era conhecido por ser pegador de pênaltis na Copa de 90. Nós fizemos um bom primeiro turno, mas o Guarani vendeu o Djalma e o Luizão ao Palmeiras antes do fim do campeonato. Eles não jogaram a reta final e enfraqueceu nosso time. Eles eram nossas referências e o Amoroso estava se recuperando de uma lesão no joelho”, contou Soares.

“Nós tínhamos qualidade para chegarmos às semifinais do Brasileiro. Quando o Nicanor de Carvalho assumiu como técnico no lugar do Pepe a gente deslanchou, mas caímos depois que eles saíram”, contou Soares.

Aos 20 anos, o lateral Alberto tinha acabado de ser promovido aos profissionais do Guarani.

“Ele tinha muita qualidade e força e se firmou na equipe mesmo tendo subido naquele ano. Ele era muito focado e tinha facilidade para jogar com os caras mais experientes”.

Já Fernando Diniz, 21 anos à época, era uma promessa emprestada pelo Juventus da Moóca para o torneio.

“Fernando era muito determinado desde quando começou. Ele era um cara fissurado por trabalho desde cedo, fiel às ideias dele. A gente tinha vários caras que poderiam ser titulares no setor dele, mas ele falava que ia jogar. Se dedicou e foi titular”, afirmou Soares.

Os rebaixados para a Série B foram Paysandu (23º) e União São João de Araras (24º). O campeão foi o Botafogo, que venceu o Santos na final.

Jovens treinadores

Alberto Valentim saiu do Guarani em 1996 e fez uma carreira em clubes como São Paulo, Cruzeiro, Flamengo e Atlético-PR antes de ir para a Europa. Em 10 anos na Itália, ele jogou por Udinese e Siena antes de voltar ao Brasil para pendurar as chuteiras pelo Atlético-PR, em 2009.

Desde então, passou a investir na carreira de treinador. Foi auxiliar técnico do Atlético-PR e do Palmeiras, no qual foi campeão brasileiro e chegou a comandar o time como interino em alguns jogos.

Ele também treinou o Red Bull, Botafogo – pelo qual venceu o Carioca de 2018 – e Pyramids FC antes de chegar ao Vasco, em 2018.

Já a carreira de Fernando Diniz como jogador foi feita quase inteiramente em grandes clubes do Brasil. Ele passou por Palmeiras, Corinthians, Santos, Fluminense, Flamengo, Cruzeiro e Santos. Sua única experiência fora do país foi no Al Ahli, do Catar. A última equipe do meia foi o Gama, em 2008.

A primeira experiência como treinador foi no Votoraty, em 2009. Desde então, implementou seu estilo de posse de bola e jogo ofensivo mesmo por times de menor porte financeiro como Atlético Sorocaba, Botafogo-SP, Paulista e Osasco Audax, no qual foi vice do Paulista de 2016.

Diniz ainda comandou Paraná, Oeste e Guaratinguetá e Atlético-PR antes de chegar ao Fluminense neste ano.

“Tudo o que eles estão apresentando hoje em dia como treinadores não é surpresa para mim pelo histórico deles como jogadores. Sempre tiveram esse perfil de dedicação ao trabalho e sabiam o que queriam”, falou Soares.

Líder do grupo B com 12 pontos ganhos, o Vasco receberá o Fluminense, vice-líder com 10, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 19h30 (de Brasília).

Fonte: ESPN.com.br

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠