Clássico deste sábado pode marcar a estreia de Maxi López em 2019


Maxi López não se apresentou ao Vasco lesionado. Sua forma física, se estava longe do ideal, não o impediu de disputar os jogos-treino da pré-temporada em Atibaia (SP). Ainda assim, ele levou cinco rodadas para ser relacionado pela primeira vez pelo técnico Alberto Valentim. A proteção ao argentino é um retrato da importância para o Cruz-Maltino.

Ele deverá começar a partida no banco de reservas no Mané Garrincha, algo condizente com o aproveitamento gradual que Valentim tem pregado. Após 30 dias de sessões de treino e de descanso, poderá entrará no segundo tempo do clássico no Distrito Federal.

– Precisamos ver o que o jogo pede. Ele só vai entrar se o jogo pedir. Eu queria colocar o Bruno César contra o Americano e acabou não acontecendo. Depende do jogo – explicou o treinador.

Tanta proteção a um atleta é novidade na história recente do Vasco. Dois jogadores com perfis parecidos ao de Maxi López – referências técnicas com idade mais avançada – não gozaram de tanto tempo de pré-temporada. Vale ressaltar que são comissões técnicas diferentes, com outras metodologias de trabalho, mas Nenê, nas três pré-temporadas pelo clube, teve 23, 27 e 18 dias de treinos, respectivamente. Luiz Fabiano, em 2017, estreou na temporada 19 dias depois de começar os trabalhos de preparação.

O começo positivo do Vasco na temporada, com quatro vitórias em quatro partidas, ajuda Alberto Valentim a não ter pressa. Além disso, Ribamar, reserva imediato do argentino, é um jogador de confiança do treinador. Para completar, Marrony, quando escalado como centroavante, não decepcionou.

– Trabalhamos com um grupo, não apenas 11 titulares – disse Alberto Valentim.

Fonte: Extra Online

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠