Finalista da Copa São Paulo, Vasco prevê alívio com ganhos técnicos e financeiros

Ainda debruçado em calculadoras para conseguir sair do sufoco dentro de alguns anos, o Vasco pode ter solucionado dois problemas de curto prazo de uma vez só com a surpreendente campanha na Copa São Paulo de Futebol Júnior: as questões técnicas da equipe e financeiras do clube.

Com um orçamento muito limitado para contratar, o Cruzmaltino acabou apostando para a temporada de 2019 em jogadores em fim de contrato ou por empréstimo. O bom desempenho dos meninos na Copinha, porém, abre um leque de opções para o técnico Alberto Valentim nas posições que considera ainda carente.

De acordo com o treinador, alguns dos garotos do sub-20 serão aproveitados, ainda que os jovens tenham ficado com o vice-campeonato da competição, o melhor resultado cruz-maltino nos últimos 20 anos no torneio (também vice-campeão em 1999). Durante o período, o Vasco mandou a campo nomes como Philippe Coutinho, Alex Teixeira, Alan Kardec, mas não obteve êxito como nesta última edição.

“Sempre estou muito atento aos meninos da base. Fiz isso ano passado trazendo alguns para treinar conosco. Inclusive alguns deles que subiram, já participaram da pré-temporada deste ano. Estou vendo um ótimo trabalho coletivo (no sub-20). Alguns jogadores estão se destacando individualmente também. É esperar que eles consigam passar pelos objetivos para depois procurar trazê-los para cá também”, disse Valentim ao UOL Esporte quando o time ainda estava nas quartas de final da Copinha.

Em termos financeiros, a talentosa safra poderá significar um alívio financeiro aos ainda combalidos cofres cruzmaltinos. O clube projetou uma receita de R$ 30 milhões com a venda de jogadores para 2019 e, até o momento, obteve pouco mais de R$ 11 milhões com as negociações de Desábato para o Cerezo Osaka-JAP (cerca de R$ 3 milhões) e Evander para o MIdtjylland-DIN (cerca de R$ 8,5 milhões).

Do elenco que disputou a Copinha, o lateral direito Nathan já recebeu uma proposta de cerca de R$ 4 milhões do Valencia (ESP), mas o Vasco decidiu não aceitá-la após toda a polêmica envolvendo a Portuguesa-RJ.

Outros jovens de destaque já estão sendo monitorados por clubes europeus e o Vasco corre para renovar alguns contratos, como do artilheiro da equipe na Copa São Paulo, Thiago Reis (termina em agosto de 2019), do volante Caio Lopes (termina em outubro de 2019), do atacante João Pedro (termina em julho de 2019) e do meia Laranjeira (termina em maio de 2019).

Fonte: UOL

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!