Chineses exigem pagamento por empréstimo, e Rossi fica mais longe do Vasco

A ida de Rossi para o Vasco se complicou. O Shenzhen, da China, avisou que só aceita liberar o empréstimo do atacante mediante pagamento de 500 mil dólares e sem precisar arcar com o salário do jogador. A informação foi publicada pelo “UOL Esporte” e confirmada pelo GloboEsporte.com.

A intenção do Vasco é obter o empréstimo sem custos – o clube ainda não desistiu do negócio e segue negociando. O empresário de Rossi está na China desde o início da semana, mas não conseguiu dobrar o Shenzhen. Ele já avisou à diretoria cruz-maltina da recusa e liberou o clube para buscar outro nome.

Entre Rossi e Vasco, estava tudo acertado. O atacante concordou com os valores apresentados pelo clube carioca. Agora, o jogador vai analisar outras propostas.

Rossi tem contrato com o Shenzhen até o fim de 2020. Na última temporada, defendeu o Inter por empréstimo – em 30 jogos, marcou um gol.

Fonte: globo.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!