Bruno César recebe a camisa 10 e se diz preparado: “vou dar o melhor para o Vasco”

O Vasco tem um novo camisa 10. Trata-se do meia Bruno César, que foi apresentado oficialmente em São Januário. O jogador assinou um contrato de 2 anos após 3 temporadas consecutivas em Portugal, onde defendeu o Estoril e o Sporting. Em terras lusitanas Bruno César também jogou pelo Benfica. O meia se sente preparado em seu retorno ao futebol brasileiro, assumindo a responsabilidade de ser o camisa 10.

“A gente conversou e acho que vou ser o camisa 10. Muita responsabilidade. A gente sabe da história do Vasco e encaro com muita responsabilidade, voltando para um grande clube”.

A última passagem de Bruno César pelo Brasil foi em 2014, quando foi emprestado ao Palmeiras pelo Al-Ahli, da Arábia Saudita. Na ocasião o jogador não teve destaque. No entanto afirmou que dessa vez será diferente.

“O ano de 2014 foi totalmente diferente de agora. Foi muito complicado quando cheguei no Palmeiras. Estava em um lugar onde não se treinava muito, que era o futebol árabe. Mas amadureci bastante e tenho certeza que vou dar o melhor para o Vasco”.

Demonstrando muita confiança, Bruno César sabe que o Vasco vem de um ano bastante complicado, mas crê que em 2019 tem tudo para ser diferente.

“A gente não pode prometer nada, mas sim que vai se dedicar durante todo o ano. A gente sabe que o ano passado foi difícil, mas vamos apagar esse ano que ficou. Tenho certeza que faremos um grande ano pela conversa que eu tive com todos no clube. O projeto do Vasco é pensando grande”.

Expectativas com a camisa do Vasco

Bruno César foi contratado para ser o pilar do meio-campo vascaíno. O jogador se junta a Maxi López e Leandro Castan como referências no elenco. Afinal de contas, os três tiveram carreiras sólidas na Europa. Falando no argentino, Bruno César comentou sobre a parceria com o atacante.

“A gente sabe da grande carreira do Máxi e a gente está aqui para somar”.

A polivalência é uma grande qualidade de Bruno César, que pode ser usado no meio mais centralizado, aberto pelo lado do campo e até mesmo na lateral-esquerda se for necessário. O melhor posicionamento fica a cargo do técnico Alberto Valentim, com quem teve um contato rápido.

“Tivemos uma conversa pequena, mas ele sabe das minha características e vai me usar da melhor maneira possível”.

Bem preparado já que treinou durante as férias, Bruno César afirmou que nem o calor do Rio de Janeiro será obstáculo para se readaptar.

“O calendário é apertado, mas estou preparado. Para mim, não vai ter dificuldade, pois estava treinando lá. Isso não vai prejudicar muito a gente e estamos preparados para o ano”.

Uma das suas qualidades do Bruno César são os chutes de fora da área. Seja com bola rolando ou em cobranças de falta. Aliás, gol de falta não teve em 2018 pelo Vasco. O último foi em novembro de 2017, marcado por outro camisa 10, o Nenê, na vitória vascaína sobre o Santos por 2 a 1, na Vila Belmiro. Bruno César não quis prometer e acabou ficando em cima do muro.

“Também está chegando o Fellipe Bastos para bater as faltas. Só mesmo treinando a gente pode confirmar isso (se vai sair gol dessa forma)”.

Fonte: Esportes 24 Horas

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!