Lenon afirma que lesões atrapalharam seu projeto de permanecer no Vasco


Após disputar o Campeonato Brasileiro pelo Vasco da Gama, Lenon está de saída do clube carioca. O lateral-direito de 28 anos, que cursa a faculdade de educação física, estava emprestado pelo Guarani até o final de 2018. De férias do trabalho e dos estudos, o jogador avaliou que passou por situações difíceis na temporada.

“O ano para mim começou muito bem. Fiz um grande trabalho no Guarani e vencemos a Série A2 do Paulista, consegui mais um acesso pelo clube. Nisso, fui chamado para o Vasco e foi um momento importante porque estava bem. Quando eu cheguei as coisas mudaram, dois dias antes da minha estreia tive uma lesão na minha coxa. Isso acabou me atrapalhando e perdi tempo com a recuperação. Consegui estrear e ainda jogar nove jogos. Ainda assim não era aquilo que estava acostumado porque sentia algumas dores, algo normal”, disse, ao ESPN.com.br.

O jogador admitiu que as lesões o atrapalharam a permanecer na equipe da Colina.

“Meu segundo semestre ficou prejudicado meus objetivos para renovar contrato e permanecer em um time de primeira divisão. Fazer um contrato melhor, mas é algo que posso buscar ano que vem. Tenho contrato encerrando com Vasco e tenho contrato até fim do ano que vem com o Guarani. Por enquanto é isso, está quase definido que voltarei”, relatou.

Lenon deverá jogar o Campeonato Paulista pelo time de Campinas para poder se projetar novamente.

“Quero buscar o que não consegui nesse ano. Quero jogar bem o Estadual e tentar depois voltar à primeira divisão, quem sabe buscar outro acesso com o Guarani. Creio que será um ano divisor de águas e bem importante para minha carreira”, relatou.

Estudante universtário

Além do futebol, o lateral que teve pasagem por clubes como Flamengo, Goiás, Náutico e Sport faz faculdade de educação física à distância.

“Tive essa ideia em maio do ano passado. Já vinha me preocupando com o futuro, os estudos e vi uns cursos. No Guarani eu falava muito com o Fumagalli, que fazia uns cursos de administração e gestão esportiva à distância. Isso me fez dar aquela vontade”, explicou

Ele está no terceiro período do curso e aproveita as brechas na rotina de jogador de futebol para se dedicar ao estudos.

“Eu leio os textos e a faculdade manda alguns livros. As provas e as apresentações de trabalho são presenciais, você precisa ir para a faculdade. O resto eu estudo pela internet. Tenho contato com os colegas por meio de grupos de WhatsApp para fazermos reuniões antes das apresentações de trabalho em grupo”.

“Não é fácil conciliar o futebol e os estudos. Preciso fazer um planejamento, quando estou em casa eu faço meu plano de aula e tento estudar umas duas horas. Aproveito as concentrações e viagens pelo clube. Leio muito no avião também no meu notebook”.

Para isso, ele conta com a compreensão dos colegas de futebol.

“No Guarani meu colega de quarto era o Fumagalli, que também estudava muito. Daí era tranquilo. Aqui no Vasco era o Raul, que também sempre me via estudando nas viagens. Ele já estava acostumado e sabia que ia ficar no meu cantinho estudando (risos)”, relatou.

Fã das matérias nutrição e fisiologia, Lenon admite que teve dificuldades para passar em bioestatística. Daqui alguns semestres, ele precisará fazer estágios supervisionados.

“Como eu jogo futebol, tenho profissionais na preparação física que poderão me ajudar com isso. Quando chegar nesse período já terei um profissional ao meu lado para me auxiliar”.

Apesar de começar a investir em outra profissão, ele não ainda não sabe o que irá fazer assim que pendurar as chuteiras.

“Depois que terminar a faculdade penso em fazer algo na área de gestão. Não sei se vou ser treinador, preparador físico ou ficar na área administrativa”.

Fonte: ESPN

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

  •  
  •  

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠