Basquete: Vithinho projeta confronto desta 6ª-feira contra o Mogi, seu ex-clube

Vithinho, do Vasco, retornou de lesão na vitória sobre o Corinthians, por 78 a 68

Vasco da Gama e Mogi das Cruzes/Helbor realizarão uma partida quente, no Ginásio de São Januário, nesta sexta-feira (14/12), às 21h10, com transmissão ao vivo do FoxSports.

Além da grandeza do jogo em si, a partida terá um gosto especial para o armador Vithinho, do Vasco.

O armador vascaíno iniciou sua carreira profissional justamente com a camisa do Mogi – clube que defendeu por cinco temporadas. No time paulista, o jogador iniciou sua trajetória na LDB e, depois de grandes atuações, disputou 125 partidas no NBB CAIXA.

Por lá, o jogador se acostumou com títulos e foi campeão do Paulista 2016 e da Liga Sul-Americana 2016/2017, conquistado de forma inédita. Na última temporada, ainda fez parte do elenco que ficou com os vice-campeonatos do NBB CAIXA e da Liga das Américas.

“Sou muito grato por tudo que o Mogi me proporcionou. Foram quatro anos que eu vivi nesse clube e lá, também, me formei como jogador profissional. Agora eu estou do outro lado, defendo a camisa do Vasco e tenho que ser profissional, mas confesso que enfrentar o Mogi tem um gostinho diferente”, afirmou Vithinho, de 23 anos.

Após se transferir para o Vasco nesta temporada, o jovem armador passou boa parte do primeiro turno do NBB CAIXA 2018/2019 contundido. Retornou apenas no oitavo confronto do Gigante da Colina, no duelo com o Corinthians, em São Januário.

Logo em seu retorno, Vithinho contribuiu com sete pontos e sete assistências em 27 minutos em quadra. De lá para cá se passaram quatro jogos, e o armador vascaíno conseguiu boas médias nesse curto período, principalmente na sua especialidade: as assistências – média de 6,8 por jogo.

“Passei por um momento difícil com o Vasco e perdi alguns jogos por conta de lesão. Tive paciência e contei com bons profissionais que me auxiliaram no tratamento. Consegui voltar bem e acho que o meu papel no Vasco é justamente esse, o de protagonista”, disse o jovem jogador, que além de ser o líder nas assistências ainda tem média de 9,8 pontos por jogo.

“Diferente de como era no Mogi, quando eu vinha do banco, aqui eu vim para ser protagonista e fazer o time jogar. Liderar as assistências é uma coisa natural, e estou muito feliz com meu desempenho até aqui. Espero continuar assim para, assim, ajudar o Vasco a ficar em uma colocação melhor na tabela e também a alcançar os objetivos traçados para essa temporada”, completou.

Com campanha de quatro vitórias em 12 jogos, o Vasco ainda tem chances de ir para a Copa Super 8. Mas para que isso aconteça, a equipe comandada por Alberto Bial terá uma tarefa difícil pela frente.

Com 6,25% de chances de classificação para a Copa Super 8, o time vascaíno terá de fazer o dever de casa e vencer o Mogi, além de torcer pela derrota do Joinville.

Com essa situação, o Gigante da Colina terá que torcer por uma derrota do time catarinense, na próxima terça-feira (13/12), com o Sesi Franca Basquete, para ainda ter chances de se classificar.

“Vamos encarar esse jogo com o Mogi como uma final. Infelizmente não dependemos só de nós mesmos e precisamos de uma combinação de resultados, mas não estamos pensando nisso. Batemos na trave na partida contra o Pinheiros e não queremos repetir isso. Queremos sair de quadra com a vitória para, assim, alcançar um dos nossos objetivos desde quando começou a temporada, que era se classificar para a Copa Super 8″, reiterou o jogador.

Com o confronto decisivo com o Mogi, Vithinho pode ser uma arma importantíssima para o time vascaíno no confronto. Após sua longa passagem no time mogiano, o jogador poderá agregar ao time comandado por Alberto Bial informações sobre seus ex-companheiros dos tempos de Mogi.

“Todos sabem que o Mogi é um dos favoritos ao título, principalmente porquê a equipe não é forjada sobre uma ou duas peças, mas sim por um conjunto muito bom. É difícil comentar sobre os principais pontos deles, por que a equipe mudou muito o modo de jogar em comparação com a temporada passada. A equipe é muito mais coletiva do que era no ano passado. De qualquer forma, iremos focar na nossa defesa e seguir o que for pedido pelo Bial (treinador), para assim reduzirmos os erros bobos que cometemos em outros jogos”, finalizou.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

Fonte: LNB

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!