Alexandre Faria: ‘Pode ter certeza que virão jogadores para qualificar o grupo’


O Vasco terminou 2018 em apuros: escapou só na última rodada do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Uma semana depois, já havia avisado a cinco jogadores que não contaria com eles em 2019 (Andrés Ríos, Fabrício, Lenon, Kelvin e Giovanni Augusto). O próximo ano, porém, será melhor. Essa, pelo menos, é a expectativa e o planejamento de Alexandre Faria, diretor-executivo do Cruz-Maltino.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, o dirigente explicou as ideias do Vasco para a próxima temporada. Garantiu que a torcida terá um elenco mais forte para torcer, principalmente depois das saídas que abriram vagas para contratações, e destacou a estrutura do clube.

– Se estamos liberando esse tanto de jogador, pode ter certeza que virão jogadores para qualificar o grupo. A torcida pode ter certeza que (a gente) vai qualificar o grupo. Falar de nome só me atrapalha, porque o Vasco tem estrutura. Isso é importante ser dito. Temos um CT que oferece todas as condições, os jogadores têm todas as condições e temos uma camisa que é gigantesca. E com salários em dia – disse.

Alexandre Faria também fez uma “autodefesa” ao seu trabalho. Contratado em junho, o diretor-executivo teve a missão de diminuir a folha salarial. Conseguiu economizar cerca de R$ 1 milhão por mês.

– Chegamos com a missão de trocar Erazo, Paulão, Wellington e outros atletas que não estavam muito nos planos. E precisávamos trazer atletas com esse recurso. Tiramos esses atletas, não oneramos o clube. Conseguimos trazer Castan, Maxi, Henríquez, Maranhão, que foram atletas que vieram sem custo para o clube. O recado é que 2018 seria um ano de dificuldade financeira e que o objetivo era a permanência na Série A para que a gente pudesse fazer um trabalho desde o início.

Até agora, o Vasco ainda não contratou para 2019, mas já definiu as prioridades: lateral direita, volante e meia. Alexandre Faria acredita que a montagem do elenco para a próxima temporada será mais “fácil” pela participação desde o início.

– É totalmente diferente. Você monta sua equipe de trabalho. Estamos reformulando o elenco. Vários atletas que terminam o contrato não ficarão. Estamos trazendo atletas em consonância com a comissão desde o começo do ano para que a gente possa ter um ano bastante positivo.

O orçamento do Vasco prevê R$ 4,4 milhões de gastos com transferências de jogadores, mais R$ 1,5 milhão de luvas e R$ 1,5 com comissões.

Fonte: GloboEsporte.com
Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠