Revelada pelo Vasco, Marta se torna a 1ª mulher com os pés na Calçada da Fama do Maracanã


Grande ícone do futebol feminino no Brasil, Marta agora está eternizada no Maracanã. Nesta segunda-feira, a camisa 10 da Seleção deixou a marca dos seus pés na Calçada da Fama, depois de ter sido eleita pela Fifa a melhor jogadora do mundo pela sexta vez na carreira. Apesar da concessionária que administra o estádio ter divulgado que esta era a primeira homenagem à atleta, em 2007 Marta já havia colocado os pés na Calçada da Fama – porém, a placa de gesso sumiu.

Marta, que é a única mulher com a homenagem, espera que o feito em um dos estádios mais emblemáticos do mundo seja uma forma de incentivar não só o futebol feminino, mas também as mulheres – em quaisquer que sejam seus objetivos:

– É mais uma cerejinha no bolo. Muito feliz por esse reconhecimento, não só meu, mas de todas as meninas e do futebol feminino. Em toda homenagem, a gente fica emocionada, porque é mais um passo à frente. É um incentivo para as mulheres continuarem lutando por espaço em todas as áreas. Fico muito feliz por ser no meu país, considerado o país do futebol.

O molde com os pés de Marta passará a fazer parte do tour no lendário estádio no Rio de Janeiro e ficará em um espaço exclusivo, intitulado “Rainha Marta”. Desta forma, ela se junta a outros astros que contam com o mesmo prestígio dentro do Maracanã, como o Rei Pelé, Garrincha e Zico. Atualmente, a atacante ainda tem um painel em sua homenagem na entrada da tribuna do estádio.

Durante a cerimônia na Calçada da Fama, Marta ainda deixou uma mensagem no Livro de Ouro do estádio.

– Uma grande honra deixar essa mensagem no livro do templo do nosso futebol. Obrigado pelos momentos fantásticos vividos aqui – escreveu.

A atacante, aos 33 anos, entrou para a história do futebol feminino com os seis prêmios conquistados pelas atuações com a seleção brasileira e em diversos clubes ao redor do mundo. Depois de iniciar a carreira no Vasco, a Rainha passou pela Suécia e Estados Unidos, defendendo agora o Orlando Pride.

Apesar da trajetória de conquistas, a melhor do mundo reconhece os problemas que o futebol feminino enfrenta no Brasil e pede o apoio das autoridades.

– Não só o futebol feminino, mas o esporte em geral. Outros atletas talentosos também passam por muitas dificuldades. Então, só peço em nome do esporte brasileiro que haja mais políticas de incetivo, principalmente nas escolas.

Com o Brasil, Marta conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2003 e 2007 e a prata nas Olimpíadas de 2004 e 2008. Ela é a maior artilheira da história da seleção feminina, com 100 gols marcados, e a maior goleadora da Copa do Mundo feminina, com 15 gols. Mas a atacante não quer parar por aqui. Eternizada no Maracanã, já almeja novas conquistas e espera continuar trabalhando com futebol, mesmo que fora dos gramados.

– O próximo (prêmio) é sempre a minha motivação. Sempre querendo continuar e motivar outras meninas. Daqui a cinco, dez anos, eu ainda me vejo envolvida no futebol. Não sei se vou conseguir estar jogando como a Formiga, porque ela é muito especial e única. Mas quero poder ajudar de alguma maneira.

Fonte: GloboEsporte.com

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠