Se for rebaixado, Vasco receberá em 2019 cota de TV de apenas R$ 6 milhões

O torcedor do Vasco chega nesta última rodada do Campeonato Brasileiro com o coração apertado e torcendo para que o clube não amargue um quarto rebaixamento à Série B.

Para respirar aliviado ao final desta rodada, o Vasco terá de encarar o Ceará, às 17h, no Castelão. Ante um rival empurrado por um estádio lotado e motivado pela briga por uma vaga na Sul-Americana, o Cruz-maltino terá de se desdobrar se não quiser ser um dos donos de uma marca para lá de negativa: o de time com mais quedas desde que os pontos corridos foram instituídos.

Desde que a nova fórmula foi implantada pela CBF, em 2003, o Vasco já caiu três vezes. Se sucumbir na capital cearense, o clube se iguala ao Vitória, “campeão” de rebaixamentos até o momento [já contando com o fracasso na atual edição].

O pesadelo vascaíno será ainda pior em caso de descenso, já que a cota de televisão cairá para apenas R$ 6 milhões. Em um clube atolado em dívidas e rachado politicamente, o revés seria um golpe duro para o presidente Alexandre Campello e seus pares.

O clube optou por blindar o futebol nos dias que antecederam a batalha. Literalmente. Com treinos fechados e sem entrevistas, o técnico Alberto Valentim teve dias exclusivamente voltados para ajustar seu time.

Com a calculadora na mão, o torcedor conta com um empate ou uma vitória que livrariam o clube da Série B. Em caso de tropeço, o time terá de ver o desfecho das outras partidas para ver qual será o destino em 2019.

Fonte: UOL

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!