Alberto Valentim fala sobre empate, lamenta seus números como técnico do Vasco e projeta 2019

Fred Huber @FredHuber
Alberto Valentim #gevas

Valentim: “Não tem como não bater em algumas teclas sempre. Fase defensiva de qualidade, marcação, e depois jogar com qualidade na frente. Meu pedido era essa. Jogo de força para se defender, porque não levar gol seria um objetivo conquistado. Havia tensão”. #gevas

Valentim: “Quando está perto do fim, os jogadores ficam mais cansados, baixa o nível de concentração. Não podíamos deixar cair”. #gevas

Valentim: “Tínhamos a preocupação de não levar gol, mas não deixamos de fazer o que temos de ideia. Queria atacar mais, finalizar mais, ter mais qualidade. Começando o trabalho no próximo ano, vamos em busca de fazer um ano melhor, do tamanho do que o Vasco merece”. #gevas

Valentim: “Meus números são baixos. Isso me incomoda. Começamos mal, com perda de jogadores. Atrapalhou muito. Tive que improvisar muito. Mas o time criou identidade e padrão”. #gevas

Valentim: “Quando cheguei, disse que íamos brigar mais em cima, mas não conseguimos. Trouxe jogadores que não estavam 100%, como Rildo e Desábato. Martín não pôde vir. De todo jeito, estávamos focados. Não temos que comemorar muito. Precisamos fazer muito mais”. #gevas

Valentim sobre o planejamento para 2019: “Os jogadores estão de férias, mas amanhã já vamos conversar no almoço com a diretoria. Vamos começar a trabalhar e planejar”. #gevas

Valentim: “Ele é importantíssimo, mas temos vários jogadores de qualidade, outros líderes. É um grupo forte. Se não fosse, ficaria muito difícil”. #gevas

Fonte: Twitter do jornalista Fred Huber/GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!