Silêncio, viagem antecipada e mistério: Vasco tem semana diferente para se salvar

Na luta para permanecer na Série A vale tudo. Prestes a disputar a última batalha do Brasileirão contra o Ceará, no domingo, às 17h (de Brasília), o Vasco adotou o mistério. A delegação viajou na noite de quinta-feira para Fortaleza praticamente às escondidas. Na capital cearense, mais reclusão: treinos fechados e sem entrevistas com jogador ou com Alberto Valentim.

O hotel em que a delegação está hospedada também teve sua localização mantida em sigilo ao máximo. Pessoas de dentro do Vasco sequer responderam mensagens sobre o local.

O medo do clube é que tenha protesto de torcedores no saguão do hotel, como depois da derrota para o Sport, na Ilha do Retiro, quando os jogadores foram abordados e cobrados pela má fase (veja no vídeo abaixo).

A programação do Vasco foi mantida a sete chaves ao longo da semana. Até mesmo os horários de treinos e janelas para a imprensa eram informados com relativo atraso, só no fim dos dias, até depois de 22h. Em semanas “normais”, a agenda de treinamentos é divulgada após o jogo anterior, e o técnico Alberto Valentim fala na véspera da rodada.

Os treinos também não costumam ser completamente abertos no CT do Almirante, mas a imprensa sempre pode acompanhar os minutos iniciais de aquecimento, podendo, por exemplo, ver quem está e quem não está em campo. Desta vez, nem isso.

O voo de volta de Fortaleza também é guardado em sigilo, por questões de segurança, já que o Vasco pode voltar para o Rio de Janeiro rebaixado para a Série B.

Em 2016, quando também enfrentou o Ceará em jogo decisivo na última rodada – naquela vez, para subir à Série A -, o Vasco adotou procedimento parecido. Isolou jogadores e comissão técnica em Pinheiral, na Região Sul do estado do Rio de Janeiro. Na ocasião, triunfo por 2 a 1, de virada, e acesso garantido.

As contas contra a degola

O Vasco tem 42 pontos e é o 15º colocado na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Está a dois pontos do América-MG, primeiro time da zona de rebaixamento. Para evitar a queda sem depender de nenhum outro resultado, o Cruz-Maltino precisa empatar contra o Sport. Se perder, deve torcer para só uma das equipes abaixo (Chapecoense e Sport, além dos mineiros) ganhar.

Fonte: globoesporte

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!