Basquete: Hoje no Corinthians, Giovannoni projeta duelo deste sábado contra o Vasco

Natural de Piracicaba (SP), o ala/pivô Guilherme Giovannoni construiu uma bela carreira no basquete nacional. Em sua décima participação no NBB CAIXA, o ala/pivô enfrentará mais um desafio em sua carreira: defender o Corinthians em seu retorno a elite do basquete nacional.

Em um confronto que acontecerá pela primeira vez desde sua saída na última temporada, Corinthians e Vasco medirão forças no Ginásio de São Januário, às 14 horas, com transmissão ao vivo da Band, e renderão ao jogador o primeiro reencontro com seu ex-time desde sua saída.

Pelo NBB CAIXA, Giovannoni atuou por apenas três equipes: Brasília (2009 a 2017), Vasco (2017 a 2018) e Corinthians, seu atual time.

Depois de longa passagem pelo Brasília, Giovannoni rumou para o Vasco na última temporada e se tornou peça importante da equipe naquele NBB CAIXA – 11,2 pontos e 5,9 rebotes em 39 jogos.

“Apesar de ter sido só uma temporada no Vasco, é sempre bom reencontrar uma ex-equipe. Tenho um carinho muito especial pelo Vasco, assim como todas as equipes que eu passei”, contou Giovannoni.

Contratado com status de reforço de peso pelo Corinthians, o ala/pivô tem demonstrado já estar em casa e se tornou um dos pilares do time de Parque São Jorge na atual temporada.

“Defender o Corinthians é um prazer para mim. Fazer parte dessa história é motivo de muito orgulho e espero que façamos uma boa temporada para que o projeto do Corinthians na elite do basquete nacional seja duradouro”, reiterou o ala/pivô.

Neste início de NBB CAIXA, Giovannoni já conquistou o carinho da torcida alvinegra após boas atuações – médias de 10,3 pontos e 4,7 rebotes em sete jogos. Além do papel dentro de quadra, o jogador tem passado para seus colegas a experiência alcançada após sua longa carreira no NBB CAIXA.

“Meu desempenho no Corinthians é muito diferente do que eu tive em outras equipes ao longa da minha carreira (Brasília e Vasco). O meu papel e de passar a experiência que conquistei no decorrer dos anos, para o time e para os mais jovens e, claro, ajudar no que for preciso. Meu físico já não é mais o mesmo de alguns anos atrás, mas sei do tamanho da minha responsabilidade para que a equipe tenha sucesso”, disse Giovannoni, que completou:

“É difícil fazer uma previsão de onde nosso time pode chegar. Nossa equipe foi feita para ser competitiva e demonstramos isso dentro de quadra. O torcedor do Corinthians pode esperar do nosso time muita batalha e entrega, pois temos essa característica. Vamos pensar no jogo a jogo e, durante o campeonato, poderemos ter uma ideia mais clara até onde podemos chegar”.

Expectativa do confronto

Vasco e Corinthians detém campanhas similares neste início de NBB CAIXA. Na 11ª colocação, com duas vitórias em sete jogos (28,6% de aproveitamento), o Gigante da Colina busca um triunfo para subir na tabela de classificação. Já o Corinthians, com quatro êxitos em oito jogos (50% de aproveitamento), vai atrás de mais uma vitória para se aproximar da parte de cima da tabela.

Para conseguir tal feito, o clube de Parque São Jorge terá de superar alguns obstáculos que o time vascaíno apresentará durante o confronto.

“O Vasco é um time muito aguerrido, que tem como característica nunca desistir e brigar por cada bola, além de três jogadores com grande poder de fogo, casos do Duda, do Okorie e do Gemerson. O fato de estarmos próximos na tabela de classificação torna esse jogo ainda mais importante”, afirmou Giovannoni.

Além da dificuldade de enfrentar fortes nomes do outro lado do confronto, o Corinthians também sofrerá com um desfalque de peso: o armador Ricardo Fischer. Após se contundir na partida contra o Flamengo, o armador alvinegro se tornou baixa na equipe de Parque São Jorge para o restante da temporada.

“A notícia da contusão do Fischer foi difícil de lidar, principalmente nos primeiros dias, quando soubemos que ele não retornaria ainda nesta edição do campeonato. Estamos nos adaptando com a ausência dele com o Gustavinho e o Nicolas nessa função, por exemplo. Obviamente, agora cada um tem que se doar um pouco mais, por que o Fischer é um desfalque que faz falta para qualquer time”, finalizou.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.

Fonte: LNB

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!