Campello diz que não vai alterar balanço do Vasco; presidente do Conselho discorda

Depois de o Conselho Deliberativo do Vasco aprovar na noite de quinta-feira as contas de 2017 assinadas por Eurico Miranda, o presidente Alexandre Campello disse, em entrevista ao GloboEsporte.com nesta sexta-feira, que não fará alterações “significativas” no balanço financeiro do Vasco, publicado no site oficial do clube em abril.

Durante a conversa, na sala da presidência do Vasco, Alexandre Campello explicou que recebe a aprovação como uma “recomendação” de alteração do Conselho Fiscal, mas que não vê obrigatoriedade.

– Esse é um julgamento da diretoria administrativa. Existe outra polêmica em cima disso. As pessoas estão dizendo que essas contas do Eurico irão influenciar no balanço, alterar o balanço. Isso é maldade e uma forma de a oposição criar suspeitas, de criar celeuma. De criar dificuldades para a atual gestão. Isso não existe (…). O balanço é aquele e ponto – disse.

Procurado pelo GloboEsporte.com, o presidente do Conselho Deliberativo do Vasco, Roberto Monteiro, rebateu Campello e garantiu que, na sua visão, a diretoria do clube precisa fazer as alterações no balanço de acordo com o que foi aprovado no Conselho Deliberativo na noite de quinta-feira.

– Tem de fazer a retificação do balanço. Ele vai ter de fazer uma retificação dos números. Isso ele vai ter de fazer. Como ele vai fazer, tecnicamente, é com ele – disse Roberto Monteiro.

Campello não vê chance de o Vasco ter problemas com o Profut em razão do balanço aprovado na quinta-feira. Profut é uma lei que busca garantir a responsabilidade fiscal dos clubes brasileiros, com o parcelamento da dívida de impostos, por exemplo. Para se manter no programa, é preciso seguir uma série de regras determinadas pelo Governo, como ter as contas aprovadas.

– O que vale para o Profut é o que nós publicamos. Qualquer outra discussão interna não vale para o Profut. O que vale é o que foi enviado para a Receita, para a CBF, para o Profut. O que vale é o documento oficial. O que vale para o Profut é o que eu respondo e, obviamente, se as contas foram aprovadas ou não. Não mudou absolutamente nada para mim. Nosso foco é a gestão.

Questionado sobre um possível isolamento político, já que viu presidentes de todos os poderes (Roberto Monteiro, Eurico Miranda e Edmilson Valentim) irem a favor das contas de Eurico Miranda e elas serem aprovadas, Campello disse acreditar que sai até fortalecido da reunião do Conselho Deliberativo. O presidente também explicou por que se absteve de votar.

– Não vejo isolamento. Acho que saímos fortalecidos, porque defendemos nossa posição dentro do Conselho Deliberativo e prevaleceu a defesa que eu fiz, de que o balanço do Vasco é o que foi publicado. Acho que saímos fortalecidos disso. Nos mantivemos firmes na nossa posição. Fomos democráticos. A minha abstenção tinha exatamente a intenção de deixar as pessoas livres para votar de acordo com sua consciência e criar algum constrangimento entre os poderes.

Fonte: GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!