Brasileirão já registra 25 trocas de técnico após 29 rodadas

Passa uma rodada, e uma mudança de técnico é registrada. A realidade é quase essa no Campeonato Brasileiro de 2018, que já viu nada menos do que 25 trocas depois de 29 jornadas na competição.

A última alteração na função de técnico se deu nesta quarta-feira, quando o Atlético-MG em um intervalo de pouco mais de uma hora anunciou a demissão de Thiago Larghi e a contratação de Levir Culpi.

O campeão entre os motivos de mudança no comando das equipes é a demissão: foram 15 treinadores despedidos. Isso sem levar em conta os casos de Osmar Loss, que deixou cargo para voltar ao posto de auxiliar, e de Ricardo Drubscky, que também retornou ao seu antigo posto, o de diretor de futebol, após um período como técnico.

O clube que mais mudou de treinador foi o Sport, que viu Nelsinho Baptista criticar a diretoria e pedir a demissão após a segunda rodada. Posteriormente, Claudinei Oliveira e Eduardo Baptista foram demitidos ao longo da competição. Milton Mendes treina a equipe pernambucana desde o fim de setembro.

Dos 20 clubes participantes da primeira divisão do Brasileirão, 16 já tiveram ao menos uma mudança de técnico. Somente Grêmio (Renato Gaúcho), Cruzeiro (Mano Menezes), Internacional (Odair Hellmann) e São Paulo (Diego Aguirre) não mudaram.

Confira todas as saídas de técnicos no Campeonato Brasileiro:

América-MG: Enderson Moreira (pediu demissão em junho), Ricardo Drubscky (mudança de cargo em julho)
Atlético-MG: Thiago Larghi (demitido em outubro)
Atlético-PR: Fernando Diniz (demitido em junho)
Bahia: Guto Ferreira (demitido em junho)
Botafogo: Alberto Valentim (pediu demissão em junho), Marcos Paquetá (demitido em agosto)
Ceará: Marcelo Chamusca (demitido em maio), Jorginho (pediu demissão em junho)
Chapecoense: Gilson Kleina (demitido em agosto), Guto Ferreira (demitido em outubro)
Corinthians: Fábio Carille (foi para o Al Wehda em maio), Osmar Loss (‘rebaixado’ em setembro)
Flamengo: Maurício Barbieri (demitido em setembro)
Fluminense: Abel Braga (pediu demissão em junho)
Palmeiras: Roger Machado (demitido em julho)
Paraná: Rogério Micale (demitido em agosto), Claudinei Oliveira (contratado pelo Paraná)
Santos: Jair Ventura (demitido em julho)
Sport: Nelsinho Baptista (pediu demissão em abril), Claudinei Oliveira (demitido em agosto), Eduardo Baptista (demitido em setembro)
Vasco: Zé Ricardo (pediu demissão em junho), Jorginho (demitido em agosto)
Vitória: Vágner Mancini (demitido em julho)

Fonte: ESPN

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!