Bruno Ritter agradece apoio do grupo antes de estreia nos profissionais

Bruno Ritter fez uma boa partida diante do Cruzeiro- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Volante de 19 anos fez sua primeira partida na equipe principal no domingo, diante do Cruzeiro, em São Januário

É natural de Criciúma, em Santa Catarina, a grande surpresa na escalação do Vasco da Gama para o jogo contra o Cruzeiro. Em virtude de um problema de última hora sofrido por Raul, que trabalhou ao longo da semana entre os titulares, Bruno Ritter, de apenas 19 anos, começou jogando e fez na tarde do último domingo (14/10), em São Januário, sua estreia entre os profissionais.

Apesar da enorme responsabilidade, existente em virtude da necessidade cruzmaltina por um resultado positivo, o jovem volante não sentiu a pressão e demonstrou bastante personalidade ao longo dos 90 minutos. Ao término do duelo, em entrevista ao Site Oficial, o estreante avaliou seu desempenho e agradeceu aos jogadores mais experientes pelo voto de confiança dado antes da bola rolar.

– Eu vinha treinando forte e hoje tive a oportunidade de entrar em campo. O professor Alberto me passou bastante confiança. O Ramon, o Castan, o Henrique e o Maxi também me deram bastante moral. Acabou que consegui fazer um bom jogo. O mais importante não foi a minha boa estreia, mas a vitória do Vasco. Estamos trabalhando bastante todos os dias para vencer as partidas e graças a Deus fomos recompensados – disse o garoto.

Contratado pelo Gigante da Colina em dezembro de 2016 após passagens por Internacional e Criciúma, Bruno Ritter começou a se destacar com a camisa vascaína durante a última edição da Copa São Paulo, mas a promoção aos profissionais ocorreu apenas no segundo semestre, depois da chegada do treinador Alberto Valentim. A partida diante do Cruzeiro foi apenas a terceira para qual ele foi relacionado.

– Soube que iria jogar no hotel. O Raul sentiu um desconforto e professor veio conversar comigo mais ou menos na hora do almoço. Fiquei nervoso, o que é normal antes de uma estreia, mas o grupo me passou confiança e consegui fazer o meu papel. Eu sempre observo os jogadores da minha posição, casos do Andrey, Raul e Cosendey, então já sabia o que precisava ser feito. Foi um dia muito especial para mim. Estou muito feliz – festejou o volante.
Bruno Ritter cumprimenta Ramon após gol de Pikachu- Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Fonte: Site Oficial do Vasco

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!