Eleição: relatora suspende anulação e manda ação para juíza ‘da urna 7’, que decidirá o que será feito

A eleição do Vasco ganhou novo capítulo no fim da tarde desta quarta-feira. Desembargadora relatora Márcia Ferreira Alvarenga, da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), deu uma decisão em conjunto e suspendeu provisoriamente a liminar, então proferida pela juíza Glória Heloíza Lima da Silva, da 28ª Vara Cível TJRJ, que anulava toda a última eleição do clube. A relatora entendeu conexão do caso com a ação que anulou a urna 7 no início deste ano, determinando a transferência da decisão para a juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, que terá de se pronunciar se anulará ou não a eleição toda e em quais condições.

A expectativa é a de que a ação do advogado Alan Belaciano, com o pedido de liminar, chegue ao gabinete da juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cível TJRJ, nesta quinta-feira. Ela receberá os autos do processo do advogado ligado ao grupo “Sempre Vasco”, do conselheiro Julio Brant, e como há pedido de liminar, a tendência é que se pronuncie rapidamente, provavelmente no início da próxima semana por ser feriado na sexta-feira. A magistrada, que reconheceu fraudes na urna 7, terá que analisar as provas juntadas pelo autor da ação, como o inquérito finalizado pela Delegacia de Defraudações, para decidir o que será feito.

Confira a seguir a íntegra da decisão da desembargadora relatora!

David Nascimento

@daviddcn

URGENTE! Desembargadora relatora Márcia Ferreira Alvarenga, da 17a Câmara Cível do TJRJ, suspende provisoriamente efeitos da liminar proferida pela juíza Gloria Heloiza Lima da Silva, da 29a Vara Cível por entender conexão com a ação na 52a Vara, a que anulou a urna 7

*Novas informações em instantes

Fonte: LANCENET!

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!