Confira outros tópicos da entrevista coletiva de Alberto Valentim após Botafogo 1 x 1 Vasco

O Vasco entrou em campo nesta terça, no Nilton Santos, pressionado para sair da zona de rebaixamento. Com o empate em 1 a 1 com o Botafogo, a equipe deixou o Z-4 na rodada. Mas a formação adotada por Alberto Valentim foi tema de discussão na coletiva.

De acordo com o treinador, que montou o time com três laterais-esquerdo de origem e dois volantes, a proposta era vencer o jogo.

– A gente queria vencer, mas não deu. A proposta era essa. Não faço time defensivo. O Henrique dá poder ofensivo também. Mas esse ponto que conquistamos vamos valorizar, com certeza.

Fabrício, um dos três colocados por Valentim no time titular, jogou mais centralizado. Segundo o treinador, o meia é um jogador de confiança no elenco.

– Ele vem treinando bem, e fez boas partidas. Hoje não fez melhor do que estava fazendo. Claro que falta um gol, uma assistência… Alguns bons passes não se tornaram gol. Eu conto muito com ele, tem procurado fazer tudo o que eu peço.

Veja mais trechos da coletiva de Valentim:

Pikachu na lateral

Nos jogos que coloquei o Pikachu, ele foi bem na defesa, e na frente tem a qualidade dele. Na esquerda o Henrique nos ajudou fazendo dupla com o Ramon.

Desfalques

Se lembrarem, nas minhas entrevistas não fico lamentando de ausência. Fica parecendo álibi. Claro que eu queria contar com todos. Tivemos falta de sorte, algumas foram por fratura. Perdemos o Maranhão agora, mas acho que vamos ganhar três ou quatro.

Giovanni Augusto

Ele ainda vai melhorar fisicamente. Mas a minha opção pelo Fabrício foi técnica/tática. Vinha jogando bem. Mas conto com o Giovanni também. Entrou hoje para tentar nos ajudar e vem recuperando a forma física.

Maxi López

O posicionamento dele foi igual ao dos jogos anteriores. No segundo tempo baixamos a linha um pouco. Mas a ideia é sempre deixar ele perto da área, queremos usar a qualidade dele de pivô e na finalização. Além de ser um líder natural.

Não sei porque o Maxi tomou o remédio. Imagino que estivesse com dores.

Jogo contra o Cruzeiro

Cruzeiro é muito forte com qualquer time que vier. Temos é que corrigir erros, repetir o que fizemos de bom. Não tenho que torcer para o Cruzeiro (contra o Corinthians).

Arbitragem

Achei que a arbitragem foi boa. Ele é experiente.

Pressionado no cargo?

Minha cabeça é de trabalhar ao máximo. Primeiro recuperar os jogadores. Depois fazer uma boa semana e vencer o Cruzeiro em casa. Futebol sabemos que quando os resultados não vêm, podem acontecer mudanças. Mas estou tranquilo.

Fonte: GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!