Zé Ricardo era o técnico do Vasco e Alberto Valentim o do Botafogo nos outros 5 jogos entre os clubes em 2018

Com o time invicto há três rodadas, Valentim espera uma boa atuação amanhã, em Curitiba - Carlos Gregório Jr / Vasco.com.br

Finalistas do Campeonato Estadual deste ano, quando os treinadores Zé Ricardo e Alberto Valentim estavam em lados opostos, os elencos de Botafogo e Vasco tiveram muitas oportunidades de se conhecer. Quando os rivais entrarem em campo amanhã, às 21h, será a sexta vez na temporada em que se enfrentam. Os cinco clássicos deste ano — entre eles a semifinal da Taça Rio e os dois da decisão do Carioca — foram marcados por um festival de gols.

Três partidas terminaram com o placar de 3 a 2 — duas para o Alvinegro e uma para o Cruz-Maltino. No total, foram 19 gols, média de 3,8 por jogo. Como demonstram os números do Brasileiro, o problema na defesa dos dois times não foi resolvido ao longo da temporada. Com 39 gols sofridos, o Vasco tem a quarta pior defesa da Série A. Com um a menos, o Botafogo é o quinto pior.

Artilheiro do clássico no ano, o alvinegro Brenner não deve ser titular. Ele marcou três gols, um a mais do que o companheiro Igor Rabello e que cruz-maltinos Yago Pikachu, Andrés Ríos e Riascos.

Todas as partidas foram disputadas com os treinadores em cargos invertidos: Zé Ricardo no Vasco e Valentim no Botafogo. O Alvinegro se saiu melhor, com três vitórias e duas derrotas — mas os torcedores cruz-maltinos podem lembrar que foi seu técnico quem teve melhor desempenho no confronto.

O jogo desta vez tem outras nuances. Com a vitória da Chapecoense na rodada, que chegou aos 31 pontos, o Vasco voltou à zona de rebaixamento, com 30. O Sport também venceu e, com 27, passou a ser um postulante a deixar as últimas posições. Como o Botafogo tem 33 pontos e um saldo de gols pior (-10 contra -8), uma vitória faria o time da Colina ultrapassar o rival carioca na classificação.

Times precisam de motivação para sequência

Deixando para trás a eliminação na Copa Sul-Americana na última quarta-feira, o Botafogo tem seu foco agora em uma sequência decisiva. Nas próxima quatro rodadas, o Alvinegro só enfrenta adversários diretos na briga contra o rebaixamento. Já o Vasco vai encarar rivais da parte de cima da tabela.

Depois do clássico amanhã, o Botafogo pega Ceará (fora), Bahia (casa) e Atlético-PR (fora). Com exceção dos paranaenses, com 33 pontos, os outros adversários estão com 30. Um bom desempenho nesta sequência será fundamental para um fim de ano tranquilo.

Após o Botafogo, o Cruz-Maltino recebe o Cruzeiro e o Internacional em São Januário, dois rivais da parte de cima da classificação e com foco exclusivo no Brasileiro. No meio dos dois jogo, há um confronto direto contra o Sport, fora de casa. Sem perder há quatro partidas, o time tem o desafio de manter o desempenho para conseguir respirar na tabela.

Fonte: Extra Online

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!