Destaques no Sub-13 e 14, João Pedro e Thawan querem manter tradição do Vasco na formação de goleiros

Foto: Rafael Ribeiro

Em 120 anos de história, o Vasco teve grandes goleiros em várias gerações, desde Nelson da Conceição (goleiro do Camisas Negras), passando por Jaguaré, Rey, Barbosa, Andrada, Mazarópi, Acácio, Carlos Germano, Hélton, Fernando Prass e Martín Silva. Dos citados, muitos foram formados em São Januário. E visando manter essa tradição, o Gigante da Colina já tem Jordi e João Pedro no elenco profissional e dois garotos que vem se destacando na base: João Pedro (no Sub-13) e Thawan (no Sub-14).

As categorias defendidas pela dupla conquistaram títulos recentemente com o bom desempenho dos garotos em disputa de pênaltis. A história da dupla é parecida. Ambos chegaram no Vasco após passagens por outros clubes e criaram uma forte identificação com o Cruzmaltino.
– Cheguei com nove anos, como terceiro reserva, após ter sido dispensado de um outro clube e trabalhei muito para ir conquistando meu espaço. Hoje sou titular na minha categoria e muito feliz aqui no Vasco – conta João Pedro, seguido por Thawan:
– Cheguei em 2016. Vim para fazer um teste, passei um período de dez dias e voltei para Goiânia, que é minha cidade natal. Em 2017 eu estava em outro clube, mas tinha amigos que vieram aqui pro Vasco e tive a chance de voltar pra cá e estou aqui até hoje.
image

Goleiros tem boa relação também fora dos gramados (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)
Apesar de muito novos, os garotos sabem que a história de goleiros em São Januário é longa e vitoriosa. No Vasco desde o início de 2014, o uruguaio Martín Silva é a grande referência no gol vascaíno dos meninos atualmente. E no dia a dia de trabalho, os jovens ainda tem a oportunidade de trabalhar com Acácio, que é coordenador da posição nas categorias de base:
– Uma referência minha na posição hoje é o Cortouis. Ele é muito ágil, se impõe e tem uma personalidade muito forte. Gosto muito do Martin e também do João Pedro, ele sempre conversa comigo, dá algumas dicas, conselhos. É um cara muito legal – conta João, antes de Thawan falar:
– O Martín é um ídolo. Outro goleiro que gosto muito é o Buffon, até pela idade, a experiência. Eu sou alojado e sempre passo olhando pelo painel de ídolos. Quando vejo o Acácio eu penso: “cara, esse é o mesmo que está aqui no nosso dia a dia. É o meu coordenador”.

image

Vasco tem grande tradição na formação de goleiros (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)
Ao entrar no gramado de São Januário para as fotos dessa matérias, os garotos mostraram muito respeito pela Colina Histórica. Ambos tiveram seu ritual pessoal, como se benzer, rezar e pisar com o pé direito no gramado. Questionados sobre o maior sonho deles no Vasco, os meninos não hesitaram:
– A torcida gritar o nome deve ser uma emoção enorme. O sonho de toda criança. Eu já cheguei a jogar aqui em São Januário, mas não estava cheio como um jogo do profissional. Mas é uma energia diferente – sonha Thawan, junto com João Pedro:
– Meu maior sonho aqui no Vasco é conquistar uma Libertadores e um Mundial. É um clube que me acolheu, me ajudou e está me formando. Sonho em atuar pelo profissional e ver a torcida gritar meu nome.
Fonte: Site Oficial Vasco da Gama – Foto – Rafael Ribeiro

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!