Brasileiro teve 22 mudanças de técnico em 5 meses; Vasco está no seu 3º treinador

Passados cinco meses e 14 dias do início do Campeonato Brasileiro, apenas cinco dos 20 clubes da Série A continuam com os técnicos com os quais começaram a competição, no dia 14 de abril: Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Atlético Mineiro e São Paulo. O Flamengo era o sexto, até o início da manhã desta sexta-feira, quando anunciou a demissão de Mauricio Barbieri. À tarde, o rubro-negro oficializou a 22ª mudança de treinador em 26 rodadas da disputa, com a contratação de Dorival Júnior.

Mano Menezes (Cruzeiro), Renato Gaúcho (Grêmio), Odair Hellmann (Internacional), Thiago Larghi (Atlético Mineiro) e Diego Aguirre (São Paulo) são os cinco treinadores que continuam em seus clubes desde o início da Série A-2018.

A marca de 22 mudanças de técnico em 26 rodadas da Série A é uma das maiores da história dos pontos corridos com 20 clubes. Para se ter ideia, ano passado, houve 23 trocas em 38 rodadas. E, em 2016, o total havia sido 29.

O recorde é da Série A-2015, com 32 trocas em 38 rodadas, seguida pelas 31 da Série A-2010. Em 2015, somente o campeão Corinthians teve o mesmo treinador nos 38 jogos do campeonato: Tite, atualmente na seleção brasileira.

No Flamengo, Mauricio Barbieri assumira como interino no dia 29 de março, duas semanas antes da estreia do Flamengo na Série A, e havia sido efetivado no cargo no dia 28 de junho, durante a pausa para a Copa do Mundo. Deixou o clube em quarto lugar após 26 partidas no Brasileirão, com 48 pontos (14 vitórias, seis empates e seis derrotas).

O substituto Dorival Júnior vai comandar seu segundo clube em 2018 e o primeiro neste Brasileiro. Demitido do São Paulo no dia 9 de março, durante o Campeonato Paulista, estava sem trabalhar desde então. Desde 2003, nos pontos corridos, Dorival já dirigiu Figueirense (2003/2004); Juventude (2005); São Caetano (2006); Cruzeiro (2007); Coritiba (2008); Santos (2010); Atlético-MG (2010/2011); Internacional (2011/2012); Flamengo (2012); Vasco e Fluminense (2013); Palmeiras (2014); Santos (2015 a 2017); e São Paulo (2017), num total de 402 partidas, com 165 vitórias, 100 empates e 137 derrotas.

Trocas de técnico durante a Série A-2018 (a partir de 14/4/2018):

1ª – Nelsinho Baptista – Sport Recife – pediu demissão – em 24/4/2018 – 1 dia após Sport 1 x 1 Botafogo em 23/4/2018 – 2ª rodada – substituído por Claudinei Oliveira em 25/4/2018;

2ª – Marcelo Chamusca – Ceará – demitido – em 20/5/2018 – após Vitória 2 x 1 Ceará – 6ª rodada – substituído por Jorginho em 21/5/2018;

3ª – Fábio Carille – Corinthians – pediu demissão e foi para o Al-Wehda da Arábia Saudita – em 22/5/2018 – após a 6ª rodada – substituído por Osmar Loss (interino), efetivado após a Copa;

4ª – Zé Ricardo – Vasco – pediu demissão – 2/6/2018 – após Vasco 1 x 2 Botafogo – 9ª rodada – substituído por Jorginho em 5/6/2018;

5ª – Guto Ferreira – Bahia – demitido – 3/6/2018 – após Bahia 0 x 2 Grêmio – 9ª rodada – substituído por Enderson Moreira em 16/6/2018 (na parada para Copa);

6ª – Jorginho – Ceará – pediu demissão e foi para o Vasco – 4/6/2018 – 1 dia após Ceará 0 x 1 Cruzeiro – 9ª rodada Série A – substituído por Lisca em 4/6/2018;

7ª – Abel Braga – Fluminense – pediu demissão – 16/6/2018 (na parada para a Copa) – 12ª rodada – substituído por Marcelo Oliveira em 22/6/2018;

8ª – Enderson Moreira – América-MG – pediu demissão e foi para o Bahia – 16/6/2018 (na parada para a Copa) – 12ª rodada – substituído por Ricardo Drubscky em 20/6/2018;

9ª – Alberto Valentim – Botafogo – pediu demissão – 19/6/2018 (parada para a Copa) – 12ª rodada – substituído por Marcos Paquetá em 26/6;

10ª – Fernando Diniz – Atlético-PR – demitido – 25/6/2018 (parada para a Copa) – 12ª rodada – substituído por Tiago Nunes em 26/6/2018;

11ª – Jair Ventura – Santos – demitido – 23/7/2018 – 1 dia após Chapecoense 0 x 0 Santos – 14ª rodada – substituído por Cuca em 30/7/2018;

12ª – Ricardo Drubscky – América-MG – voltou a ser diretor de futebol do clube – 24/7/2018 – 2 dias após Paraná 1 x 0 América-MG – na 14ª rodada – substituído por Adílson Batista em 24/7/2018;

13ª – Roger Machado – Palmeiras – demitido – 26/7/2018 – após Fluminense 1 x 0 Palmeiras – 15ª rodada – substituído por Luiz Felipe Scolari em 26/7/2018 (estreou somente a 5/8/2018);

14ª – Vágner Mancini – Vitória (BA) – demitido – 29/7/2018 – após Atlético-PR 4 x 0 Vitória-BA – 16ª rodada – substituído por Paulo César Carpeggiani em 14/8/2018;

15ª – Marcos Paquetá – Botafogo – demitido – 1/8/2018 – após Nacional (PAR) 2 x 1 Botafogo (Copa Sul-Americana) – 16ª rodada – substituído por Zé Ricardo em 4/8/2018;

16ª – Gilson Kleina – Chapecoense – demitido – 6/8/2018 – 1 dia após Sport Recife 1 x 1 Chapecoense – 17ª rodada – substituído por Guto Ferreira em 7/8/2018;

17ª – Claudinei Oliveira – Sport Recife – pediu demissão (8 jogos sem vencer na Série A, 5V, 4E e 7D) – 12/8/2018 – após Sport 1 x 3 São Paulo – 18ª rodada – substituído por Eduardo Baptista em 15/8;/2018;

18ª – Jorginho – Vasco – demitido – 13/8/2018 – um dia após Palmeiras 1 x 0 Vasco (3 derrotas seguidas na Série A) – 18ª rodada- substituído por Alberto Valentim em 27/8/2018 (antes do início da 22ª rodada);

19ª – Rogério Micale – Paraná – demitido – 14/8/2018 – dois dias após Paraná 1 x 1 Botafogo – 18ª rodada – substituído por Claudinei Oliveira em 15/8/2018;

20ª – Osmar Loss – Corinthians – voltou a ser auxiliar – 5/9/2018 – após Ceará 2 x 1 Corinthians – 23ª rodada – substituído por Jair Ventura em 6/9/2018;

21ª – Eduardo Baptista – Sport Recife – pediu demissão – 24/9/2018 – um dia após Sport 0 x 1 Palmeiras – 26ª rodada – substituído por Milton Mendes em 26/9/2018.

22ª – Mauricio Barbieri – Flamengo – demitido – 28/9/2018 – dois dias após a eliminação na Copa do Brasil – 26ª rodada – substituído por Dorival Jr em 28/9/2018.

Trocas de técnico de clubes da Série A em 2018:

1ª – Oswaldo de Oliveira – Atlético-MG – demitido – 9/2/2018 – 2 dias após uma confusão com o repórter Leo Gomide no jogo Atlético-AC 1 x 1 Atlético-MG (Copa do Brasil) – substituído por Thiago Larghi (interino), que foi efetivado em 26/6/2018;

2ª – Felipe Conceição – Botafogo – demitido – 10/2/2018 – após Flamengo 3 x 1 Botafogo (Taça Guanabara) – substituído por Alberto Valentim em 13/2/2018;

3ª – Wagner Lopes – Paraná – demitido – 16/2/2018 (após 1 vitória, dois empates e 3 derrotas no Campeonato Paranaense) – substituído por Rogério Micale em 24/2/2018;

4ª – Dorival Júnior – São Paulo – demitido – 9/3/2018 (1 dia após Palmeiras 2 x 0 São Paulo no Paulistão) – substituído por Diego Aguirre em 11/3/2018;

5ª – Paulo Cesar Carpeggiani – Flamengo – demitido – 29/3/2018 (80 dias no cargo) – após a derrota para o Botafogo no Campeonato Carioca – substituído pelo interino Mauricio Barbieri, efetivado em 28/6/2018.

Fonte: GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!