Pai de Evander fala sobre a adaptação do meia ao futebol da Dinamarca

Após ficar dois jogos no banco de reservas, o meia Evander fez na última quarta-feira (26), a sua estreia com a camisa do Midtjylland, da Dinamarca. Em grande estilo, o camisa 10 foi titular e marcou o gol de empate que levou a partida para a prorrogação. O jogo terminou 2 a 1 para o time de Evander, que se classificou para a segunda fase da Copa da Dinamarca. Em entrevista exclusiva ao Esporte 24 Horas, Evandro Ferreira, pai e empresário do jogador, comentou sobre a adaptação do Evander ao futebol dinamarquês.

“É uma mudança grande. De cultura, de clima, o jogo é diferente. Mas o Evander tem se comportado muito bem. Além disso, a comissão técnica tem muito carinho com ele. Eles o prepararam durante quase um mês para que ele estreasse em sua melhor forma, 100% física e taticamente, porque tecnicamente ele é diferenciado”.

Evandro Ferreira, que está na Dinamarca, acompanhou a estreia de Evander e opinou sobre como foi a atuação do camisa 10 do Midtjylland.

“O jogo foi um bom teste pra ele. Partida eliminatória, jogo fora de casa, o campo não estava nas melhores condições. Ainda tem a curiosidade da torcida em assistir seu novo camisa 10 e ele respondeu da melhor forma possível. Teve uma boa exibição, coroada com gol e saiu com o mais importante, que foi a vitória e a classificação para a próxima fase”.

Evander e o carinho dos torcedores

O meia Evander chegou ao Midtjylland cercado de muita expectativa positiva. Afinal de contas o jogador sempre se destacou na base somando inúmeras convocações para a Seleção Brasileira. Portanto, Evander foi contratado para ser o grande destaque do time e de acordo com Evandro Ferreira, o jogador sabe das suas responsabilidades.

“A torcida o recebeu com muito prestígio e isso o motiva. É claro que o Evander não foge dessa responsabilidade, muito pelo contrário. Ele tem encarado isso como desafio”.

No elenco do Midtjylland existem jogadores de 12 países diferentes. Dinamarca, Nigéria, Suécia, Costa Rica, Noruega, Ucrânia, Austrália, Estados Unidos, Hungria, Finlândia, Bulgária, além do Brasil. Apesar disso, Evandro Ferreira afirmou que a responsabilidade de Evander não vem pela nacionalidade e sim pela qualidade. O empresário afirmou que o fascínio pelo jogador brasileiro já foi maior. Hoje vale apenas o que é mostrado dentro de campo.

“Eu diria que hoje em dia, tanto em território europeu como em qualquer outro lugar, esse ‘fascínio’ por jogador brasileiro é bem mais comedido, se compararmos com anos anteriores. O reconhecimento vem dentro de campo. O futebol mudou muito, e isso é um fato. O Midtjylland tem uma das melhores academias de futebol de base da europa, por exemplo. Então a responsabilidade é dividida por todos de maneira igual. A cobrança não é apenas em um jogador específico, mas em todo o grupo”.

Conhecendo o Midtjylland

O clube, que fica na cidade de Herning, é o atual campeão dinamarquês, título que conquistou também em 2014/2015. Evander é o segundo brasileiro a vestir a camisa do Midtjylland. O primeiro foi o desconhecido atacante Bruninho, que disputou 13 jogos e marcou um gol, na temporada 2016/2017. Aqui no Brasil o jogador começou a carreira no Lajeadense-RS, passando também por Ponte Preta e Caxias do Sul, último clube no país antes de passar pelo futebol português, dinamarquês e chinês.

O jogador mais conhecido que vestiu a camisa do Midtjylland foi o holandês Rafael van der Vaart que disputou as Copas do Mundo de 2006 e 2010, e defendeu grandes clubes europeus como Ajax, Hamburgo, Real Madri, Tottenham e Real Bétis. Ele foi contratado pelo Midtjylland na temporada 2016/2017, jogou 18 partidas e marcou dois gols. Já na edição 2017/2018, atuou em apenas cinco jogos, não contribuindo muito para o título da equipe. Rafael van der Vaart continua na Dinamarca e hoje defende o Esbjerg.

O maior jogador da história do Midtjylland é o meia dinamarquês Jakob Poulsen, de 35 anos, que disputou a Copa do Mundo de 2010. Somando mais de 200 jogos, Poulsen está no clube desde a temporada 2013/2014. Ele participou dos dois títulos nacionais do Midtjylland. O meia tampém é o segundo maior artilheiro da história do time, com 44 gols. Perde apenas para o nigeriano Paul Onuachu, que marcou 56 e segue no elenco.

No atual Campeonato Dinamarquês, o Midtjylland tem 19 pontos, está na 2ª colocação, com 3 a menos do que o líder Copenhagen.

Fonte: Esporte 24 Horas

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!