Vítima de lesão parecida há 20 anos, Pedrinho dá força a Pedro, do Fluminense

Pedrinho, então no Vasco, sofreu, há 20 anos, a mesma lesão de Pedro

A dor de uma contusão delicada em momento especial na carreira poucas semanas após a convocação para a seleção brasileira. A triste história de Pedro, do Fluminense, se confunde com a do ex-jogador Pedrinho. Afinal, há exatos 20 anos, o então meia vascaíno passou pelo mesmo drama do camisa 9 tricolor, coincidentemente, em um jogo contra o Cruzeiro: lesão do ligamento cruzado anterior do joelho direito e a tristeza por ter de adiar o sonho de vestir a Amarelinha.

“Uma lástima o que aconteceu com o Pedro. Ser convocado e não poder se apresentar por lesão é como você ir do céu ao inferno em poucos dias”, compara Pedrinho, com conhecimento de causa.

“O inusitado é que a lesão dele foi tão grave quanto a minha. Uma triste coincidência”, avalia o ex-jogador, que viveu dias de muita ansiedade após levar um carrinho do zagueiro Jean Elias, na vitória do Vasco por 2 a 0, em São Januário, dia 6 de setembro de 1998, pelo Campeonato Brasileiro a entrada tirou Pedrinho do amistoso contra a Iugoslávia e o deixou longe dos gramados durante sete meses.

Ao retornar aos campos, Pedrinho voltou a se lesionar e ficou mais oito meses sem jogar. “Esse foi o pior momento da minha carreira. Tive mais azar que o Pedro. Hoje, pelo menos, o tratamento é menos sofrido do que na minha época, que era menos ativo. Usei muleta por muito tempo, fiz muito gelo, fiquei muito tempo deitado e pensando besteiras. Hoje o tratamento é mais ativo, mais dinâmico”, frisa Pedrinho, que dá um conselho a Pedro.

“Ele não pode ter pressa para voltar e precisa pensar apenas em coisas boas. Ter paciência e manter a tranquilidade é fundamental. O aconselho a preencher a cabeça com algo produtivo, já que o tempo de repouso e de tratamento é grande. Ler um bom livro e receber o carinho da família ajuda muito”, avisa Pedrinho.

Apesar do infortúnio de Pedro, Pedrinho vê uma carreira promissora para o jovem atacante tricolor, que se lesionou no dia 25 de agosto, na derrota do Fluminense por 2 a 1 para o Cruzeiro, no Mineirão, e foi cortado dos amistosos contra Estados Unidos e El Salvador.

“Ele é muito talentoso, tem muita qualidade técnica. Além disso, se destaca em um time que ainda não está encaixado e, mesmo assim, tem sido decisivo. Ele vai se recuperar. É um menino calmo, tranquilo. Estou na torcida pelo Pedro”, revela Pedrinho.

Fonte: O Dia

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!