Alberto Valentim comandou atividades em campo reduzido e priorizou marcação sob pressão nesta 4ª-feira

Bruno Giufrida‏ @bgiufrida
Jogadores fazem trabalho de aquecimento com bola em campo. Depois, vai começar um tático em campo reduzido #gevas

Valentim montou dois campos. Em cada um, três times. Dois se enfrentam e um fica fora. Quem tem a posse de bola precisa trocar oito passes. Se conseguir, a bola passa pro time que estava fora, e o “perdedor” segue marcando e correndo atrás. Muita velocidade #gevas

“É marcando pressão que a gente vai jogar, vai ter a bola!”, grita Alberto Valentim durante o treino. Técnico pede muita velocidade e intensidade #gevas

Agora, jogadores estão divididos em três times. Dois são “aliados”, e o outro tem de correr para recuperar a bola – a intenção é trabalhar a marcação em inferioridade numérica. Por isso Valentim cobra tanta velocidade #gevas

Num mundo em que poder assistir a treinos é cada vez mais raro, acompanhar de perto uma atividade inteira do Vasco aumenta e muito a noção do que Valentim quer para o time.

“Não acabou o treino!”, grita Valentim diante do calor e da proximidade com o fim do treinamento aqui no CT do Almirante. Jogadores seguem correndo #gevas

Valentim, hoje, comandou atividades em campo reduzido e sempre priorizando marcação sob pressão. Atacantes indo para cima da bola e tentando recupera-la #gevas

“Thiago cobra seu time. Maxi cobra o seu. E Fabricio cobra o seu. Porque não é rachão! É para se divertir, mas é treino”, pede Valentim #gevas

Fim do treino do Vasco #gevas

Fonte: Twitter do jornalista Bruno Giufrida/GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!