Diretor do Vasco admite surpresa com rescisão contratual do meia Wagner

Crédito: Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Horas após a notícia de que 44ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro emitiu decisão em primeira instância atendendo a pedido do meia Wagner para rescisão contratual com o Vasco devido a atraso de pagamentos, Alexandre Faria, diretor de futebol, concedeu entrevista coletiva e admitiu surpresa com o caso.

“Vínhamos conversando sobre renovação. Ele manifestou desejo de ficar. O Vasco entende que ele está regularizado. Departamento de futebol trabalha com quem está no grupo, focado”, disse Faria.

O contrato de Wagner com Vasco terminaria em 17 de janeiro de 2019 e o desejo do atleta era ampliar o vínculo por mais uma temporada. No entanto, de acordo com o Globoesporte.com, o clube ainda não estava convencido se essa seria a melhor decisão.

“Wagner passou a proposta para mim e para o presidente. Nós seguimos conversando sobre a renovação. Ele não nos comunicou sobre o processo”, comentou.

Em nota oficial divulgada, o Vasco se defendeu dos atrasos e informou que “firmou acordo com a Caixa Econômica Federal no dia 30 de agosto para o pagamento parcelado do Fundo de Garantia (FGTS) de todos os funcionários. Portanto, não há atraso já que o parcelamento foi formalizado antes do ajuizamento da ação”.

O clube anunciou também que o departamento jurídico vai recorrer da decisão, por entender que o pagamento do FGTS não estava atrasado.

Wagner chegou ao Vasco em 2017 após passagem pelo Tianjin Teda, da China, e com a camisa cruzmaltina disputou 68 jogos e fez nove gols. O meia recebeu oferta do Al Khor, do Catar, no dia 4 de setembro e tem poucos dias para acertar a sua transferência, já que a janela para o país asiático fecha no próximo dia 13.

Fonte: Torcedores.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!