Ramon admite preocupação com a campanha do Vasco e projeta 4 pontos nos 2 próximos jogos

Há 16 rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o Vasco, que ainda tem um jogo a menos, soma 24 pontos e está perto da zona de rebaixamento – a um ponto do 16º colocado Sport. A situação preocupa o elenco, que já traça uma meta para evitar um vexame no fim da temporada.

O lateral-esquerdo Ramon afirma que passa pela cabeça dos jogadores não só evitar o rebaixamento, mas repetir a campanha de 2017, que levou o Cruz-Maltino para a Pré-Libertadores.

– Não é desesperador, mas preocupante, porque nossa equipe não tem elenco para estar onde está. Pensando no pior, precisamos de sete vitórias em 17 jogos para fazermos 45, 46 pontos (para não cair). É óbvio que isso passa pela nossa cabeça. Falar que isso não nos preocupa? Preocupa, sim.

– Sabemos que temos condições de terminar o campeonato como no ano passado. Ter uma arrancada agora, ter uma boa sequência de jogos. Esses próximos dois jogos são importantíssimos, porque temos que somar quatro pontos. Apesar de termos perdido o último jogo, a gente está bem consciente do que precisa fazer dentro da competição.

Ramon não joga desde o empate com o Ceará por 1 a 1 em São Januário, no dia 20 de agosto, por conta de um edema na coxa esquerda. O lateral está liberado para voltar ao time na próxima quinta-feira, quando o Vasco vai enfrentar o América-MG, no Independência, às 20h.

– Venho muito bem. Desde segunda-feira da semana passada treinando normalmente. Poderia ter ido para o jogo no fim de semana, mas optaram por me dar mais uns dias de treinamento por causa da cirurgia. Mas estou pronto. À disposição – disse o jogador.

O jogo a menos que o Vasco tem é justamente contra o Santos, adversário que derrotou a equipe de Alberto Valentim no último sábado por 3 a 0, no Maracanã. A partida, válida pela terceira rodada, está marcada para 27 de setembro, às 19h30, no Pacaembu.

Outras declarações de Ramon:

Concentração desde domingo

O Valentim deixou bem claro que é uma fase de conhecimento. Ele chegou num dia, assumiu no outro. Achei um ato de muita hombridade dele. Acho que essa concentração serve para conhecer. Acho que essa semana é muito válida.

Momento ruim

O momento não é favorável. Temos de pensar e rever tudo o que estamos fazendo. Temos de antecipar algumas decisões dos adversários. Nosso grupo não é para estar nessa posição.

Gols sofridos

Uma equipe, para ser sólida, precisa ter uma defesa sólida. Jogar os mesmos jogadores juntos sempre. É mais fácil errar na frente. Trocar sempre jogador por causa de cartão ou lesão dificulta o treinador.

Fonte: GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!