Campello diz que diferença de R$ 4,3 milhões em balanço do Vasco foi erro contábil; Monteiro critica Otto

Alexandre Campello
O presidente Alexandre Campello afirmou que a diferença de R$ 4,3 milhões entre o valor que o Vasco diz ter recebido referente ao mecanismo de solidariedade do meia-atacante Alex Teixeira e a prestação de contas presente no balanço do clube se trata de um erro contábil cometido pela gestão anterior.

Segundo ele, o clube checou que o dinheiro entrou na conta bancária de São Januário e que foi usado para o pagamento de salários. Campello disse ainda que está sendo apurado em qual rubrica a receita foi publicada.

– Isso ainda está sendo feito até porque fomos responsáveis pelo balanço de 2017. Não tínhamos os dados do ano de 2016, quando esse dinheiro entrou.

Alex Teixeira foi negociado pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, para o Jiangsu Suning, da China, em fevereiro de 2016. O clube de São Januário recebeu cerca de R$ 6 milhões graças ao mecanismo de solidariedade da Fifa, instrumento de compensação criado pela entidade para os clubes formadores. Entretanto, somente R$ 1,7 milhão aparecem no balanço financeiro do clube.

Monteiro ataca Otto

Roberto Monteiro, presidente do Conselho Deliberativo, afirmou que a matéria está ultrapassada para os conselheiros atuais por ter ocorrido na gestão passada. Ele criticou o papel do Conselho Fiscal em vigor na ocasião.

– Minimamente, o que aconteceu mostra a incompetência do Otto (de Carvalho Júnior, presidente do Conselho Fiscal na época), que estaria lá para fazer essa fiscalização.

Fonte: O Globo Online

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!