Sessão solene é realizada encerrando comemorações do aniversário do Vasco

O Club de Regatas Vasco da Gama promoveu na noite desta terça-feira (21/08), em comemoração ao seu aniversário de 120 anos, a tradicional Sessão Solene na Sede Náutica da Lagoa. A cerimônia foi marcada por muita emoção e grande quantidade de público, tendo em vista que todos os poderes do clube estiveram presentes, além de autoridades, associados, torcedores e funcionários.

Conduzida pelo presidente do conselho deliberativo Roberto Monteiro, a solenidade foi iniciada com a execução dos hinos de Portugal, do Brasil e do Gigante da Colina. Logo na sequência, o procurador Antonio José Campos Moreira foi nomeado orador da cerimônia e fez um discurso valorizando a trajetória de luta do clube de São Januário, com ênfase na Resposta Histórica e na construção de São Januário.

– O Vasco sempre foi um clube de luta, não apenas nos campos, nas quadras e nas piscinas, mas sobretudo no aspecto social. O Vasco é um clube da inclusão e que abriga todos. Como deixou dito o nosso Artur da Távola, o Vasco é popular, nasceu popular, é o clube do povo, do povo brasileiro, do povo português. É o clube da miscigenação. O Vasco é popular, mas jamais foi populista. Nada que o Vasco possui hoje foi dado, tudo foi conquistado, com muito trabalho e dedicação. Enquanto houver um coração infantil, haverá sempre um vascaíno. E enquanto houver um vascaíno, haverá sempre luta – afirmou o orador Antonio José.

A palavra foi dada ao presidente da diretoria administrativa Alexandre Campello poucos minutos depois. Na ocasião, o mandatário não escondeu a emoção com a oportunidade de discursar pela primeira vez no aniversário como comandante da nau cruzmaltina. Alexandre Campello prometeu empenho total para recolocar o Gigante da Colina novamente no caminho das vitórias.

– É com muito orgulho que me dirijo aos presentes como presidente da diretoria administrativa no ano que uma instituição da importância do Vasco da Gama completa 120 anos. A história desse clube é repleta de momentos de superação. O Vasco nasceu predestinado a ser um gigante, mas nunca nada foi alcançado sem esforço conjunto dos vascaínos. Escrevemos a Resposta Histórica, a mais bela página do futebol brasileiro, e construímos nossa casa, São Januário. Essa história nos inspira a construir um futuro vitorioso, com mais glórias, com mais inúmeras conquistas – declarou o presidente Alexandre Campello.

Foi realizada ao término dos discursos a entrega dos escudos de ouro para os sócios que completaram 50 anos de contribuição ao Almirante. Em nome da Associação Portuguesa dos Autarcas Monárquicos, os grandes beneméritos Nelson Souza e Itamar Ribeiro de Carvalho, junto com o sócio emérito Henrique Hubner, presentearam três presidentes de poderes do clube com a medalha comemorativa aos 120 anos do Real Club de Regatas Vasco da Gama.

Um homenagem parecida foi prestada pela Casa da Moeda do Brasil, que lançou oficialmente durante a Sessão Solene uma coleção de medalhas comemorativas em homenagem ao Gigante da Colina. Os designers responsáveis pela confecção das mesmas, um deles o vascaíno Marcelo Azalim, receberam exemplares de bronze da coleção das mãos do presidente Alexandre Campello. Por fim, como não poderia ser diferente, foi entoado o grito de Casaca. O responsável por puxá-lo foi o presidente do conselho de beneméritos Eurico Miranda.

Fonte: Site oficial do Vasco

 

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!