Vasco já sofreu mais gols este ano do que em 2017 inteiro


A recuperação do Vasco no Campeonato Brasileiro passa, necessariamente, pelo fortalecimento do sistema defensivo. Os números assustam: em agosto, o time chegou à marca de 69 gols sofridos na temporada, com “apenas” 45 jogos disputados. É mais do que levou em todo o ano passado, quando foi vazado 64 vezes em 60 partidas oficiais.

O cruz-maltino, que já passou por Zé Ricardo e Jorginho, conta interinamente com o trabalho de Valdir Bigode. O auxiliar comandou a equipe na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras. Foi mais um revés do time que sofre, em média, 1,5 gol por jogo na temporada.

Para se ter uma ideia do que os 69 gols sofridos no ano representam, vale olhar os números dos rivais. O Flamengo — que disputa a liderança do Brasileiro e está vivo na Copa do Brasil e na Libertadores — sofreu menos da metade: 30. Já o Fluminense levou 40. E até o Botafogo, o segundo pior entre os grandes cariocas, está bem melhor: permitiu 51 gols adversários.

Esses números são ruins até se comparados aos do passado recente do Vasco. Em 2015, quando foi rebaixado pela última vez, o time terminou a temporada com 80 gols sofridos em 69 jogos — média de 1,15 por jogo. Se mantiver a pegada atual, o cruz-maltino terminará a temporada com assustadores 102 gols sofridos (restam 22 partidas do Brasileirão no calendário de Pikachu e cia).

Nesta segunda-feira, às 20h, contra o Ceará, o Vasco contará com a força de São Januário. Em casa, o time disputou oito partidas deste Brasileiro, com cinco vitórias, um empate e duas derrotas. Foi lá que venceu pela última vez pela competição: 1 a 0 no Grêmio, em 22 de julho. Depois, encarou três paulistas longe do Rio e perdeu todas: 4 a 1 para o Corinthians, 2 a 1 para o São Paulo e 1 a 0 para o Palmeiras.

Fonte: Agência O Globo

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠