Odvan analisa Leandro Castan e reforços para a zaga

Não há como negar que o grande problema do Vasco na atual temporada é no sistema defensivo. Até aqui foram 45 jogos oficiais e nada mais nada menos que 69 gols sofridos. O número aponta a defesa Cruz-maltina como a pior entre todos os clubes do Brasil em 2018.

Quem melhor para falar dessa situação que um especialista no setor? O multicampeão e ex-zagueiro do clube, Odvan, de 44 anos, vê o atual momento de forma pessimista, tanto que admitiu que o principal objetivo até o fim do ano é se manter na elite do Campeonato Brasileiro. O clube está na beira da zona de rebaixamento, com os mesmos 19 pontos do 17º, o Vitória.

– O Vasco tem chance de se reerguer ainda. Há muitos jogos pela frente. Esses jogadores que chegaram para compor a zaga (Leandro Cástan) tem que corresponder e tirar o Vasco dessa situação. A gente torce para que a defesa do Vasco possa melhorar e conseguir o objetivo de não ser rebaixado, que é o mais importante. Muito dificuldade lá – disse o defensor.

No Amazonas, onde disputou um amistoso pelo time master no interior do Estado, o bicampeão brasileiro pela equipe carioca destacou a falta de continuidade – e entrosamento- da dupla de zaga como responsável pela irregularidade nas partidas. Zé Ricardo e, posteriormente Jorginho, testaram mais de 10 formações diferentes desde o ínicio do ano.

– Isso é fundamental. Tratando-se de Campeonato Brasileiro, que há uma dificuldade muito grande, se não houver entrosamento fica mais difícil. Nesse período da Copa do Mundo, o Vasco deveria ter treinado mais, principalmente os recém-chegados, para que se entrosassem. Espero que os jogadores novos que chegaram possam dar uma acertada para que o Vasco possa dar uma guinada no campeonato – acrescentou.

Odvan atuou no Vasco de 1997 a 2011, em uma das melhores épocas do clube. Conquistou dois títulos nacionais, uma Libertadores, uma Mercosul, além de um Carioca e dois vices mundiais. Cinco anos após pendurar as chuteiras, Odvan conta que, por enquanto, não pensa em seguir no futebol. Entretanto, não descarta seguir carreira de treinador no futuro.

– Não penso porque penso mais nos meus familiares. Fiz essa escolha e, antes de eu parar, conversei muito com meus familiares. Sempre tive intuito de cuidar das minhas filhas, da minha família e preferi não me envolver muito com esse negócio de ser treinador. A gente não sabe nunca o dia de amanhã. Se pintar uma proposta, podemos pensar com carinho, desde que seja algo certo. Podemos voltar ao rumo de futebol – completou.

O zagueiro ainda caiu na gargalhada ao desmentir uma história – ou seria estória – que Edmundo espalha a respeito delle. O ex-atacante do Vasco, que recentemente cobrou uma dívida do clube, conta em diversas entrevistas que, quando Odvan assinou com o Cruz-maltino, ele teria tirado uma foto de sua residência ao tentar repassar a diretoria seu comprovante de renda.

– Isso ai eu até tive em vários programas de televisão e sempre falei que ele foi muito criativo nessa brincadeira. Isso não é verdade. Na época do Vasco, sempre curtíamos essas brincadeiras. Ele acertou na veia essa jogada. O mais importante é manter a amizade. Quem dera se todos brincassem dessa forma.

Fonte: GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!