Por “abril perfeito” no sub-20, Vasco aposta na geração de 98 para título contra o Flu

Sete vitórias em seis jogos, atropelo diante do badalado Flamengo e vaga nas quartas da Copa do Brasil, com direito a 2 a 0 no atual campeão São Paulo, no Morumbi. O nível de atuação no mês de abril enche o Vasco de esperança para a decisão da Taça Guanabara sub-20, neste domingo, às 10h (de Brasília), contra o Fluminense, em Laranjeiras – com transmissão ao vivo do GloboEsporte.com.

Parte do sucesso na temporada passa pelo bom momento da geração de jogadores nascidos em 1998, tida como uma das mais promissoras do clube. Do time base do treinador Marcus Alexandre, sete completam 19 anos em 2017 e seguem o sonho de estar entre os profissionais. Mateus Vital – antes Mateus Pet – é um deles. Com passagem pela equipe de cima, o meia, tratado como joia no Vasco, é um dos pilares na final contra o Fluminense. O bom momento, segundo o camisa 10, não tem mistério.

– Não tem receita. É a união do grupo, essa geração 98 bastante vencedora. Estamos vivendo um bom momento, é importante para nós. A cabeça está boa. A equipe vem fazendo bons jogos, pensamento positivo para essa decisão. Graças a Deus conseguimos êxito contra o São Paulo, agora a expectativa é a melhor possível para entrar, fazer uma boa partida e sair com o título.

Mateus foi peça fundamental na semifinal contra o Flamengo. Autor do primeiro gol, comandou a equipe na etapa inicial e saiu, junto aos companheiros, aplaudido em São Januário. Sincero, o garoto não esconde a felicidade pelo triunfo diante do rival e afirma não ter existido preparação especial para encarar Vinicius Junior, estrela do Rubro-negro.

– Sabíamos da grandeza da nossa equipe, da importãncia do jogo, e também que viria tudo aquilo de Vinicius Junior, aquela badalação toda. Mas estávamos confiantes, como estamos agora para a final. Sempre é bom ganhar do Flamengo. Tratamos ele (Vinicius Junior) como uma pessoa normal. Damos a mesma importância para ele como para os nossos atletas. É normal.

A história entre Mateus e o time profissional tem poucos capítulos. O primeiro, em 2015, na última rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Coritiba. Desde então, outros cinco jogos oficiais em 2016 e o amistoso contra o Corinthians, no início do ano. Usado como volante por Jorginho – a quem agradece pela primeira oportunidade -, o meia mantém o foco, revela ter virado a página e se coloca à disposição de Milton Mendes para o Campeonato Brasileiro.

– Vivemos de oportunidades, consegui descer, pegar ritmo de jogo, que é o que importa. Um jogador precisa de ritmo de jogo. Estou conseguindo me adaptar, me preparando para subir de novo. Quando o professor Milton Mendes precisar estarei apto para jogar. É importante saber que estamos sendo vistos e lembrados.

Fonte: Globo.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!