Milton Mendes destaca entrega e minimiza peso da derrota: “Não é eterna”

O Vasco sofreu com a velocidade do Fluminense e saiu do Maracanã derrotado por 3 a 0 e eliminado do Campeonato Carioca. Mesmo dominado pelo Tricolor, Milton Mendes fez questão de elogiar a entrega dos jogadores em campo, principalmente após a expulsão de Douglas aos 15 minutos da segunda etapa. Em coletiva após a partida, Milton parabenizou o equilíbrio do time de Abel Braga em campo e minimizou o tamanho da derrota na semifinal, a primeira do Cruz-Maltino sobre seu comando.

– Nossos jogadores trabalharam muito, lutaram muito. Tentaram fazer o máximo. A equipe do Flu é muito boa, rápida, determinada e bem treinada. Meus jogadores e eu tentamos de tudo, para que nosso torcedor e nossa direção saíssem satisfeitos, felizes. Mas o bom da derrota é que ela também não é eterna. Vamos começar a pensar no Brasileiro, em montar a equipe, preparar o time. Buscar o que pretendemos de nível, que achamos que ainda está aquém em alguns pontos. Quero parabenizar meus jogadores pela entrega e determinação que tiveram em campo com um homem a menos. Os jogadores dentro de campo tentaram tudo. Tudo que eles podiam eles fizeram. E nosso torcedor sabe disso, vê isso em campo. Tenho certeza que meus jogadores não podiam fazer mais porque não tinham condições. Tiro a culpa dos meus jogadores e assumo a responsabilidade – disse o treinador.

Fora do Carioca e da Copa do Brasil, o Vasco só volta a campo para uma partida oficial no Campeonato Brasileiro, no dia 14 de maio, contra o Palmeiras, em São Paulo.

Confira outros trechos da coletiva de Milton Mendes:

Análise da partida
Eu acredito que a eliminação se sucedeu porque a equipe do Flu jogou melhor que nós em alguns momentos. Em outros, jogamos melhor. Eles entraram melhor nos primeiros minutos, depois equilibramos, criamos boas oportunidades e poderíamos ter feito o gol. Acredito que os jogadores se portaram bem, lutaram muito. No 2º tempo sabíamos que eles iriam avançar as linhas, levamos gol de bola parada. Quando levamos o gol, iríamos arriscar um pouco mais e logo em seguida levamos o segundo. E depois tivemos jogador expulso. Aí dificultou muito. O desafio era fechar o meio de campo. Os jogadores lutaram muito.

Sobre os três gols sofridos
Não merecíamos, no meu ponto de vista, sofrer tantos gols. Levamos mais gol nesse jogo do que em todos os outros jogos que tínhamos jogado. Infelizmente foram dois de bola parada – no jogo “jogado” levamos um.

Expulsão de Douglas
As coisas dificultaram com a expulsão. Acho que o árbitro foi muito exigente no critério. Não gosto de falar sobre arbitragem, mas o menino (Douglas) não merecia ser expulso no meu ponto de vista.

Período sem jogos até o Brasileirão
Vamos analisar com a direção a possibilidade de fazermos um camping, uma inter-temporada, para ver o que a gente pode tirar de partido disso, para conseguir ganhar alguns degraus na parte física.

Mudanças no esquema durante o jogo e substituições
Estávamos arriscando ali. Tiramos um lateral e arriscamos… Quando tiro o Henrique e o Yago, eu puxo o Guilherme para a lateral e coloco o Manga. Saímos em um 4-4-2 que virava um 4-3-3. Depois sofremos uma expulsão e dificultou um pouco.

Sobre time do Vasco não ter entrado em campo junto com o do Flu
Atrasamos um pouquinho. Demorou a roda. Nada premeditado. Pedimos desculpa a todos por isso. Erro de cálculo mesmo.

Ansiedade no início dos dois tempos
Faltou um pouquinho de calma. Entramos um pouquinho ansiosos. A equipe deles entrou melhor no jogo. O Nenê entrou na cara do gol, mas o goleiro defendeu. No segundo tempo levamos um gol logo no início de bola parada. Depois levamos um pouco, tentei arriscar, mas tivemos um jogador expulso.

Reunião no círculo central após a partida
A união nós já temos. Os jogadores foram muito unidos, foi falado ali, encabeçado pelo próprio Luis Fabiano, dizendo que temos que manter o mesmo nível de concentração, amizade e olharmos para frente.

Avalição do elenco
Ninguém prometeu nada, até porque eu não pedi absolutamente nada. Estava feliz em vir para o Vasco da Gama, como estou feliz em estar no Vasco da Gama. Sempre disse que o plantel que eu tinha era suficiente. E foi. Não é porque perdemos que os jogadores deixam de estar em um nível que acho que poderíamos seguir em frente. Os jogadores são patrimônio do clube, jogadores que gostamos muito.

Sobre trabalho no Vasco
Já conseguimos coisas bonitas. Fomos campeões (da Taça Rio), não podemos esquecer, há uma semana. É muito importante sempre termos o equilíbrio, tanto na vitória quanto na derrota. E ter sempre cuidado de não expor ninguém. Vocês me verão sempre equilibrado e buscando sempre não expor ninguém.

Fonte: GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!