De “férias forçadas” até Brasileirão, Milton mira inter-temporada para o Vasco

Milton Mendes durante a semifinal entre Fluminense e Vasco (Foto: André Durão)

Fora da Copa do Brasil e agora eliminado do Campeonato Carioca, o Vasco terá pela frente exatos 21 dias até sua próxima partida, dia 14 de maio, contra o Palmeiras, já pela estreia no Brasileirão. Mesmo chateado com a derrota para o Fluminense por 3 a 0 e a queda nas semifinais do Estadual, Milton Mendes buscou ver o lado positivo das “férias forçadas”. O treinador pretende aproveitar o período sem partidas para fazer algo que não teve a oportunidade de fazer por ter assumido o time com a temporada em andamento. Ele deseja fazer uma espécie de uma segunda pré-temporada com o elenco, visando preparar melhor os jogadores para o restante do ano.

– Temos três semanas até início do Brasileiro. Vamos usá-las para ganhar índices físicos, nos recuperar dessa derrota, que foi pesada… Vamos analisar com a direção a possibilidade de fazermos um camping, uma inter-temporada, para ver o que a gente pode tirar de partido disso, para conseguir ganhar alguns degraus na parte física. Vou usar esse tempo, juntamente com toda a comissão técnica, o Caprres, para preparamos um “micro-ciclo” – explicou o treinador.

Com passagens por Santa Cruz, Atlético-PR e Kashiwa Reysol (Japão), Milton Mendes chegou ao Vasco no dia 18 de março após a demissão de Cristóvão Borges. De lá para cá, fez mudanças no time, mudou o modo da equipe jogar e recuperou a auto-estima do elenco. Até a derrota deste sábado, Mendes estava invicto no comando: haviam sido seis partidas, com quatro vitórias e dois empates. Campanha que culminou com a conquista da Taça Rio, sobre o Botafogo, no fim de semana passado, como o treinador fez questão de ressaltar.

– Já conseguimos coisas bonitas. Fomos campeões da Taça Rio, não podemos esquecer, há uma semana. É muito importante sempre termos o equilíbrio, tanto na vitória quanto na derrota. E ter sempre cuidado de não expor ninguém. Vocês me verão sempre equilibrado e buscando sempre não expor ninguém.

Milton afirmou que não cobrou da diretoria vascaína a contratação de jogadores ao assumir o Vasco. Ele reforçou sua confiança no elenco e não sinalizou que pedirá reforços para o restante da temporada:

– Ninguém prometeu nada (sobre reforços), até porque eu não pedi absolutamente nada. Estava feliz em vir para o Vasco da Gama, como estou feliz em estar no Vasco da Gama. Sempre disse que o plantel que eu tinha era suficiente. E foi. Não é porque perdemos que os jogadores deixam de estar em um nível que acho que poderíamos seguir em frente. Os jogadores são patrimônio do clube, jogadores que gostamos muito – avaliou.

Fonte: GloboEsporte.com

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!