Centro de Análise é um importante aliado das categorias de base

O Centro de Inteligência e Análise (CIA) é um importante aliado do futebol no Vasco da Gama. Implantado no início de 2015, o departamento vem contribuindo bastante para o desenvolvimento de um excelente trabalho por parte das comissões técnicas das equipes cruzmaltinas. O trabalho executado nas categorias sub-13, sub-15, sub-17, sub-20 e profissional consiste no estudo e observação de jogos e treinos do Gigante da Colina e seus adversários.

Nos primeiros dois anos de funcionamento, para se ter uma ideia, o CIA registrou em seu banco de dados a análise de 1430 jogos, sendo 753 das diviões de base e 677 do profissional. A execução do serviço, que consiste também na observação de possíveis reforços, só é possível em virtude da quantidade de analistas. O Vasco possui a maior equipe de analistas do Brasil: 20 no total, contando profissionais e estagiários. O objetivo é duplicar esse número em 2017.

– Atuamos em todos os campeonatos que o Vasco disputa e em outros que identificamos como celeiro para captação de atletas. Na Taça das Favelas, por exemplo, fizemos o acompanhamento de todos os jogos. Como acompanhamos muitas partidas, temos acesso a muitos jogadores. A grande maioria não está preparada para atuar no Vasco, mas alguns deles podem ter oportunidade um dia. Esse mapeamento é muito importante e nos ajuda a abastecer o nosso banco de dados. É graças a ele que comparamos determinado jogador observado com os atletas que já temos no clube e analisamos se as características que ele possui se encaixa no modelo de jogo do clube – explicou Pedro Monteiro, coordenador do CIA Vasco.

A metodologia utilizada pelo Centro de Inteligência e Análise é a mesma para todas as equipes do futebol cruzmaltino. O trabalho é executado no Complexo Esportivo de São Januário, em sala localizada no prédio do Departamento de Futebol. O local, inclusive, está equipado com softwares de última geração e recebe constantemente a visita de técnicos e jogadores das mais diversas categorias do Gigante da Colina.

– O nosso trabalho nas categorias de base é mais direcionado para a descoberta de talentos e na melhora do rendimento dos nossos jogadores, na análise do que eles produzem dentro de campo. Isso acaba nos direcionando também para um trabalho na parte coletiva. Buscamos fazer com que as equipes desenvolvam melhor seu jogo, ataquem e defendam de forma mais eficiente, ou seja, se organizem melhor. A metodologia utilizada é a mesma do profissional, onde focamos nas ações determinantes da partida, sejam elas de natureza coletiva ou individual. Fazemos uma análise criteriosa de todos os aspectos táticos do jogo – completou Pedro Monteiro.

Além do crescimento no número de analistas em sua equipe, o CIA Vasco buscará ampliar sua área de cobertura no ano de 2017. A ideia do departamento é possuir representantes em todos os estados do Brasil e em alguns países da América Latina, aumentando assim a quantidade de campeonatos e jogadores observados.

Fonte: VASCO.com.br

== Escreva um comentário ==

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Torcedor Gigante. Confira os novos planos!