Vasco brigou por ingresso barato, mas torcida não dá resposta na bilheteria


Jogo com maior público aconteceu contra o Bangu, quando São Januário recebeu pouco mais de 12 mil pagantes
 
 
 
Como há tempos não se via, a elaboração do Campeonato Carioca foi cercada de polêmica, tendo o Vasco, na figura de seu presidente Eurico Miranda, um papel importante no debate, já que partiu dele a sugestão aceita de preços populares aos ingressos da competição. Porém, a tentativa do dirigente em evitar a “elitização” do futebol carioca, até o momento, não tem trazido resultados práticos para seu clube. Passada a metade da Taça Guanabara, o Cruzmaltino possui a pior média de público entre os grandes e é o único que tem saldo negativo de arrecadações.

Levando-se em consideração que no Estadual do Rio os clássicos não possuem mandantes, o Vasco recebeu em São Januário quatro partidas, contra Madureira, Macaé, Barra Mansa e Bangu. A média destes compromissos foi de 8.320 pagantes, algo que já rende um prejuízo de -R$ 48.175,89 aos cofres do clube, somando os valores divulgados pelos borderôs exibidos no site da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (RJ).

Até o momento, os vascaínos estão sendo superados na média pelo Flamengo (12.495 pagantes), Botafogo (8.320 pagantes) e Fluminense (7.687 pagantes). O trio rival, aliás, tem apresentado lucro nas bilheterias, embora os valores sejam modestos (veja abaixo).

A única partida do Vasco que não apresentou prejuízo na arrecadação foi diante do Bangu, quando a equipe venceu por 2 a 0 e levou a São Januário 12.160 pagantes. Neste dia, onde houve o apelo da apresentação do craque de futsal Falcão para o time de Fut 7, o clube lucrou R$ 61.167,21. Já diante do Barra Mansa, por exemplo, quando apenas 4.077 pessoas pagaram ingresso, o Cruzmaltino teve um déficit de R$ 52.614,20.

A equipe do técnico Doriva tem pela frente agora dois jogos consecutivos em casa, diante do Resende, nesta quinta-feira, às 19h30, e no domingo, quando encara o Nova Iguaçu, às 16h. Com a liderança no Campeonato Carioca, a expectativa é a de um bom público nestes compromissos.

A polêmica
A proposta de preços populares aos ingressos do Estadual foi feita pelo presidente do Vasco, Eurico Miranda. Tão logo colocada à mesa, a sugestão foi apoiada pelo Botafogo, mas ganhou a reprovação de Flamengo, Fluminense e do consórcio que administra o Maracanã.

A ideia, então, foi posta em votação na Ferj e aceita pela maioria dos clubes presentes, o que causou indignação aos opositores. A partir dali, uma série de discussões via notas oficiais ou por intermédio da imprensa aconteceram.

Numa das reuniões na sede da federação, o  presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, alegou ter sido ofendido verbalmente pelo presidente da entidade, Rubens Lopes.

Após a troca de farpas e a ameaça da dupla Fla-Flu em criar uma liga independente, a proposta foi mantida e os preços foram aplicados.

Média de público no Campeonato Carioca
Flamengo / 12.495 pagantes
Botafogo / 8.320 pagantes
Fluminense / 7.687 pagantes
Vasco / 7.053 pagantes

Arrecadação
Botafogo / R$ 47.205,47
Flamengo / R$ 45.608,78
Fluminense / R$ 18.141,34
Vasco / -R$ 48.175,89

Fonte: UOL Esporte

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠