Diretoria do Vasco estuda a criação de ginásio "padrão Fifa" em São Januário


A volta do Vasco ao futsal adulto esbarra na falta de um ginásio adequado para mandar os seus jogos. Por conta dos novos padrões impostos pela Fifa, que exige que as partidas oficiais sejam disputadas em quadras de 40 por 20m, o clube da Colina – ausente da Liga Futsal desde 2009 – estuda alternativas para ter um local para mandar os seus jogos. Uma delas é construir um novo ginásio nas dependências de São Januário. A área estudada para receber o projeto é um terreno pouco usado à esquerda das cabines de rádio e televisão do campo principal e próximo ao estacionamento interno.
 
São Januário instalações Jogos Militares (Foto: Divulgação)

– Aqui no Rio existe um problema de estrutura, pois não existe uma quadra que comporte 40 metros de comprimento. Falamos do Miécimo, mas não sei como está a estrutura lá, lembrei do Olaria, que talvez comporte, e tem também o Tio Sam. Parece que existe uma exigência de uma capacidade de 3 mil pessoas no ginásio. Existe o pensamento de futuramente construir uma arena naquele espaço na entrada do Vasco, no terreno que existe atrás do estacionamento. Várias administrações já pensaram em fazer uma arena, com garagem subterrânea, mas tudo isso é apenas uma ideia – afirmou o vice-presidente de quadra e salão do Vasco, Fernando Lima.

Construído em 1999 e fechado em 2011, o antigo ginásio de São Januário será reformado com a ajuda financeira de torcedores. No entanto, por conta das medidas, o local poderá receber apenas partidas de basquete e categorias de base do futsal, uma vez que a quadra tem 38 por 17m de dimensão e não há espaço para expandi-la.

Em 2014, o Cruz-Maltino não disputou competições na categoria adulta. O último aceno do futsal adulto vascaíno foi em 2013, quando o clube participou do Campeonato Estadual graças a uma parceria com o Tamoyo de Cabo Frio e ficou com o vice-campeonato, perdendo para a ADDP-Cabo Frio na final.

 
Vasco/Tamoyo 5x0 America (Foto: Léo Borges/NaJogada)

Após a tentativa frustrada de fechar parceria com o Sorocaba, no início deste ano, o Vasco segue em busca de um parceiro para lançar um projeto sustentável de futsal, nos moldes do basquete do arquirrival Flamengo. Quem conduz as negociações é o empresário Carlos Gandola, assessor da presidência vascaína e responsável pela contratação de Falcão, Vander Carioca e Cabreúva para a equipe de futebol 7. Falcão, inclusive, será apresentado à torcida neste sábado, antes da partida entre Vasco e Bangu em São Januário, às 16h.

– Nossa prioridade hoje no futsal seria só manter as categorias até 13 anos, acima disso só se houver patrocínio. A coisa inicial era o interesse pelo Falcão e ele veio para apenas para o fut 7. Todos esses problemas pesaram e parece também que a situação dele com Sorocaba e a Kirin (patrocinadora) foi outro entrave. Como nós temos as certidões negativas, a proposta seria interessante para a Kirin que viria e pegaria o dinheiro do ICMS. O que eles teriam de pagar de ICMS eles abateriam. Mas tem outra coisa, o Vasco tem um patrocínio com a Ambev e a Kirin também é uma cervejaria, o que seria outro entrave. – explicou Fernando Lima.

Caso consiga um parceiro para montar a sua equipe adulta, o Vasco tentará ingressar na Liga Futsal através da Umbro, dona de duas franquias na competição e fornecedora de material esportivo do clube da Colina. Campeão da Liga Futsal em 2000, o Vasco participou da competição pela última vez em 2009, quando ficou na penúltima colocação.

Fonte: GloboEsporte.com

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠