MP quer gancho de torcidas de Flu e Vasco. Cruzmaltinos são reincidentes


 

O Ministério Público do Rio de Janeiro ingressará com uma ação civil contra as organizadas Young Flu e Força Jovem Vasco pedindo a suspensão de ambas e dos membros identificados por conta das cenas de violência que proporcionaram no último domingo, no bairro do Méier, na Zona Norte da cidade, antes da partida entre Fluminense e Vasco, pelo Campeonato Carioca.

Na prática, se o gancho for aplicado, ele valerá inicialmente aos tricolores, uma vez que os vascaínos já estão suspensos pelo órgão até junho de 2015. Porém, pela reincidência, os cruzmaltinos correm o risco de terem ampliada a pena, de acordo com o órgão.

Vale lembrar que a Força Jovem foi duplamente punida ano passado. Inicialmente por um ano, por conta da briga generalizada com a torcida do Atlético-PR, em dezembro de 2013, na Arena Joinville (SC), e depois por mais seis meses em função de conflito com a Torcida Jovem do Flamengo na final do Campeonato Estadual de 2014.

Nos tumultos do último domingo, 118 pessoas foram presas, sendo que 99 foram encaminhadas ao Complexo Penitenciário de Bangu e 19 menores à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente. Os maiores responderão pelo crime de formação de quadrilha e no artigo 41B do Estatuto do Torcedor (promover tumulto, praticar ou incitar a violência).

Confira abaixo  o comunicado oficial do Ministério Público:
“O Ministério Público ingressará com ação civil pública no Juizado do Torcedor e Grandes Eventos, requerendo a suspensão de comparecimento aos estádios das torcidas organizadas envolvidas no tumulto ocorrido no último domingo (22/02), a Young Flu e a Força Jovem do Vasco, além da proibição da venda de material dessas torcidas e do impedimento de entrada nos jogos dos torcedores identificados”.

Fonte: UOL Esporte

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠