Presidente da Junta acata Polícia, e eleição no Vasco pode ser em agosto


Documento Mensalão Vasco da Gama (Foto: Raphael Zarko)
 
O presidente da Assembleia Geral do Vasco, Olavo Monteiro de Carvalho, decidiu acatar o pedido da 17ª Delegacia de Polícia de São Cristóvão e vai adiar a decisão sobre o processo eleitoral do clube. Um ofício foi enviado pelo delegado Maurício Luciano para a secretaria do clube e chegou às mãos de Olavo nesta sexta-feira. No documento, há uma solicitação para que o presidente do poder eleitoral do clube aguarde os rumos das investigações da polêmica entrada em massa de associados em abril de 2013. Como o prazo inicial de investigações é de um mês e o presidente da Assembleia só poderia marcar as eleições em no mínimo dois meses a partir do dia 2 de junho, os vascaínos só iriam às urnas em agosto. A data é bem próxima ao fim do segundo mandato de Dinamite – em 9 de agosto.

– Vou manter a reunião de segunda-feira da Junta Deliberativa, mas no encontro vou comunicar o recebimento desse documento. Não tenho como seguir agora esse processo. Tenho que esperar o fim das investigações – disse ao GloboEsporte.com o presidente da Assembleia Geral.

O ofício enviado nessa quinta-feira ao Vasco e recebido nesta sexta pelo presidente da Assembleia Geral diz: “o delegado da 17ª DP, Maurício Luciano, pede ao presidente da Assembleia do Vasco para adiar a data para a escolha do futuro presidente do clube até a conclusão final do presidente inquérito, em virtude das suspeitas que pesam sobre o ingresso irregular de sócios no clube nos meses de março e abril de 2013, pois pode comprometer a legitimidade, a lisura e a igualdade do pleito eleitoral”.

 
 
Olavo Monteiro de Carvalho - presidente da Assembleia Geral (Foto: Raphael Zarko)

Ao longo dessas quase duas semanas de inquérito – o delegado-assistente Othon Alves Filho assinou a abertura do caso no dia 2 de maio, com prazo de 30 dias de investigações iniciais -, a delegacia de São Cristóvão já recebeu alguns depoentes. Além do pré-candidato Nelson Rocha, autor da notícia-crime que usou como base reportagem do ano passado do GloboEsporte.com, e do grande-benemérito Otávio Gomes, estiveram na DP de São Cristóvão um dos sócios identificados na matéria, um ex-diretor da secretaria do Vasco, mais o ex-vice-presidente de futebol José Luiz Moreira, aliado político do ex-presidente Eurico Miranda.

Segundo o delegado, ainda serão ouvidos, possivelmente na semana que vem, o presidente do clube Roberto Dinamite, o vice-presidente geral Antônio Peralta, além dos pré-candidatos Eurico Miranda, Roberto Monteiro e outros, como Leonardo Gonçalves, da Cruzada Vascaína. O clube ainda não entregou à delegacia as fichas dos mais de três mil sócios que entraram ano passado para votar nas eleições de 2014.

A reunião da Junta Deliberativa será realizada na tarde da próxima segunda-feira em São Januário. Fazem parte dos poderes do Vasco, Olavo Monteiro de Carvalho, o presidente Roberto Dinamite, o presidente do Conselho de Beneméritos, Eurico Miranda, o presidente do Conselho Fiscal, Hélio Donin, e o presidente do Conselho Deliberativo, Abílio Borges.

Havia expectativa de que o pleito fosse marcado para a segunda quinzena de julho. Agora, com a decisão de aguardar as investigações, a Junta deve adiar mais uma vez a decisão sobre a data das eleições. No clube, muitos veem novembro – mês que o estatuto determina para as eleições antes das mudanças no calendário eleitoral pelas ações na Justiça dos últimos pleitos – como a provável data para os vascaínos irem às urnas. Até porque há movimentação de todas as chapas para uma batalha judicial pelo direito e proibição a votos dos mais de três mil sócios que entraram em março e abril de 2013.

Relembre o caso

Em outubro do ano passado, uma reportagem do GloboEsporte.com que quase duas mil pessoas viraram sócias do Vasco no último dia de abril. Com depoimentos, como do presidente do Olaria, Augusto Pinto Monteiro, o Pintinho, que afirmou que José Luis Moreira (ex-vice de futebol de Eurico) havia deixado o Olaria para investir nas eleições do Vasco e do vice-presidente geral do Vasco, Antônio Peralta, que dizia que Eurico “pagava mensalidades dos seus amigos” na secretaria do clube – embora o pré-candidato tenha negado pagamento a associados e também dito que não via irregularidades no processo.

Ainda na reportagem, outros dois sócio-eleitores ouvidos pelo GloboEsporte.com, moradores da Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, admitiram terem preenchidos fichas de cadastro a pedido de pessoas conhecidas e que levavam os boletos de cobrança para serem pagos pelo “pessoal de Roberto Monteiro”, que também negou a prática. O Casaca!, de Eurico, e o Identidade Vascaína, de Monteiro, disseram que a Cruzada Vascaína utilizaram do mesmo artifício, o que também foi negado pelos seus membros.

Na última reunião da Junta Deliberativa ficou praticamente definido que os associados de abril de 2013 terão direito a voto. O Vasco poderá ter até seis candidatos à presidência: o vice-presidente Tadeu Correia, o ex-vice de finanças Nelson Rocha, o advogado Roberto Monteiro, o ex-presidente Eurico Miranda e um nome ainda a ser definido pela chapa “É Vasco”. Fernando Horta, presidente da Unidos da Tijuca, é um provável concorrente ao pleito. E até o atual mandatário Roberto Dinamite admitiu a possibilidade de tentar o terceiro mandato.

Fonte: GloboEsporte.com

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠