Trabalho desenvolvido na base é elogiado por Adílson Batista


 
Jordi, Eron, Alisson, Venício e Dieyson; Matheus Batista, Danilo, Jhon Cley e Guilherme Costa; Yago e Thalles. Foi com essa escalação que o Vasco venceu o Vitória (BA) no dia 31 de agosto do ano passado e conquistou pela terceira vez a Taça Belo Horizonte sub-20. Além de Dieyson, emprestado pelo clube ao Caxias-RS, apenas o zagueiro Venício e o meio-campo Guilherme Costa não foram relacionados pelo treinador Adílson Batista para alguma partida da atual temporada.

Além dos atletas citados, o comandante deu oportunidades para Marquinhos do Sul, Jomar, Luan, Henrique e Lorran. O primeiro só não disputou a decisão por conta de uma lesão e os três últimos não chegaram a ser inscritos no importante nacional. Na época, Luan e Lorran estavam lesionados e Henrique servindo o plantel principal. Não é preciso ir longe para encontrar evidências do aumento da utilização de jogadores oriundos da base no time profissional.

 

Contra o Atlético-GO, no último sábado (03/05), em São Januário, o Gigante da Colina entrou em campo com cinco pratas da casa na equipe titular. O desempenho dos jovens diante do clube goianiense agradou a comissão técnica, que na pessoa do técnico Adílson Batista exaltou o trabalho que vem sendo realizado nas divisões inferiores por Aguinaldo Sorato, treinador do sub-20, e Mauro Galvão, diretor-executivo das categorias de base.

– Foi muito importante o bom rendimento deles. Tudo que está acontecendo é fruto do trabalho que vem sendo realizado nas divisões de base do Vasco. Isso mostra a qualidade do trabalho realizado pelo Sorato e também pelo Mauro Galvão. Os garotos estão se dedicando bastante nos treinamentos. Na hora certa estou lançando cada um deles. Eu vejo que todos estão bem focados e procurando aproveitar as oportunidades – afirmou o comandante vascaíno.

 

O bom trabalho realizado pelo departamento de futebol amador não pode ser identificado apenas na categoria júnior, que vem cedendo vários jogadores para o time de cima. As categorias pré-mirim, mirim e infantil também conquistaram taças e fizeram boas participações em torneios nacionais no ano passado. O sub-17 não venceu campeonatos, mas cedeu vários atletas para o sub-20. O elenco que triunfou em Minas Gerais tinha dois jogadores com idade de juvenil. A última temporada foi a melhor do clube em termos de títulos desde 2001 na base.

Os Meninos da Colina em 2014:

Jordi (1993)- ficou no banco de reservas em várias partidas da temporada

Eron (1995)- ficou no banco de reservas na estreia do Vasco na Copa do Brasil

Alisson (1994)- ficou no banco de reservas na Vasco na Copa do Brasil

Kadu Fernandes (1995)- participou da pré-temporada em Pinheiral (RJ)

Luan (1994)- utilizado em 23 jogos na temporada

Jomar (1992)- utilizado em dois jogos na temporada

Lorran (1996)- atuou no jogo de estreia do Vasco na Copa do Brasil

Henrique (1994)- utilizado em três jogos na temporada

Danilo (1996)- utilizado em sete jogos na temporada

Jhon Cley (1994)- ficou no banco de reservas em várias partidas na temporada

Yago (1994)- utilizado em quatro jogos na temporada

Marquinhos (1994)- utilizado em quatro jogos na temporada

Thalles (1995)- utilizado em 18 partidas na temporada

Daniel Pessoa (1995)- ficou no banco de reservas na estreia do Vasco na Copa do Brasil

 

Fonte: Site Oficial do Vasco

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠