Clubes devem R$ 114 mi à CBF e a federações. Cariocas lideram


Na recente eleição da CBF, nenhum dos clubes se opôs à situação que elegeu o candidato Marco Polo Del Nero com majoritário apoio das federações estaduais – ele só assume em 2015. Pois bem, esses times apresentam um endividamento de mais de R$ 100 milhões com a confederação e com suas filiadas. O maior débito é dos agremiações cariocas que somam mais da metade do total.
 
Os dados constam de balanços dos clubes e das federações referentes ao ano de 2013. Foram pesquisados relatórios da CBF, federações paulista, carioca, gaúcha, paranaense e baiana, além de oito equipes do Rio de Janeiro e de São Paulo.
 
A CBF segue como a maior credora entre entidades do futebol brasileiro com um total de R$ 61,6 milhões, R$ 11 milhões a mais do que o ano passado. O blog questionou a confederação sobre os motivos para o aumento, mas não obteve resposta.
 
Uma análise dos relatórios financeiros dos times cariocas, no entanto, mostra qual a razão para o incremento dos débitos: taxas e juros sobre empréstimos feitos a eles. Os balanços dos quatro grandes times do Rio registram pendências totais de R$ 49,3 milhões com a confederação. Ou seja, respondem por mais de 80% do total.
 
O maior devedor da CBF é o Botafogo, com um total de R$ 15,9 milhões, seguido pelo Fluminense, com R$ 12,9 milhões. No ano em que foi salvo do rebaixamento por uma decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), o clube tricolor viu crescer sua dívida financeira com a confederação em mais de R$ 3 milhões. Isso porque os juros que incidem sobre o empréstimo são de 1,5% ao mês.
 
O Flamengo teve uma redução do seu débito com a confederação, mas o valor continua alto com R$ 11,3 milhões, R$ 400 mil a menos do que no ano anterior. O Vasco deve R$ 9,2 milhões à CBF.
 
Como todos os clubes também têm pendências com a Fferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro), seu débito total com entidades do futebol totaliza astronômicos R$ 68 milhões. A federação carioca contabiliza créditos de R$ 22,4 milhões com seus times, incluídos aí também equipes menores. Isso explica, em parte, sua posição de força quando há rebeliões contra o Estadual do Rio.
 
Só que os times de outros Estados também não estão livres de débitos com federações. Tanto que a Federação Paulista de Futebol registra um aumento do total devido por equipes que atingiu R$ 23,6 milhões, quase R$ 5 milhões a mais do que no ano anterior.
 
No Sul, a Federação Gaúcha tem créditos de R$ 3,6 milhões com seus clubes. “Esse número até caiu porque estamos com a federação em obras e não podemos emprestar tanto”, afirmou o presidente da entidade, Francisco Noveletto. Grêmio e Inter não estão entre os endividados, já que o dinheiro foi destinado a times do interior.
 
Isso também ocorre em Pernambuco, onde uma extensa lista de clubes devedores é registrada no balanço da entidade. A soma de todos os balanços analisados foi de R$ 114 milhões. Todos esses times com penduras são os que elegem seguidamente os presidentes de federações e da CBF. Com raras exceções, isso ocorre por unanimidade.
 
Fonte: Blog do Rodrigo Mattos – UOL
Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠