Polícia abre inquérito para apurar 'mensaleiros' na eleição do Vasco


A eleição do Vasco virou caso de polícia. A 17ª Delegacia (São Cristovão) abriu um inquérito para apurar as cerca de três mil pessoas que se associaram ao clube em abril de 2013 e um pedido de suspensão do processo eleitoral já foi feito.
 
Candidato à presidência, Nelson Rocha, que já foi vice de finanças na gestão de Roberto Dinamite, foi quem fez a denúncia ao Ministério Público e prestou depoimento  ao delegado-assistente Othon Alves Filho junto com o grande benemérito Otávio Gomes nesta sexta-feira.
 
A polícia ainda irá ouvir Dinamite e os candidatos Eurico Miranda e Roberto Monteiro, acusados de serem os responsáveis pelo ingresso de tais associados, classificados como “mensaleiros”.
 
Na denúncia, além desta situação, há também a citação das contas de 2012 que foram reprovadas e as de 2013, que nem sequer foram apresentadas.
 
A Junta Deliberativa, composta pelos poderes do Vasco, não chegou a apresentar uma data para a eleição, mas os responsáveis trabalhavam com a ideia dela ser marcada em junho. Uma nova reunião acontecerá na semana que vem.
 
Fonte: UOL Esporte
Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠