Tecnologia da linha de gol é 90% mais barata do que a Ferj acha


Vasco x Flamengo - HOME (Foto: Cleber Mendes/ LANCE!Press)
 
Se a Ferj quiser contar com a tecnologia da linha de gol para evitar lances como o ocorrido no clássico entre Vasco e Flamengo, o preço total (incluindo instalação e 14 câmeras) é de R$ 962 mil. A informação acerca do valor da instalação do sistema GoalControl (aprovado pela Fifa e utilizado nas competições oficiais da entidade) foi revelada com exclusividade pela representante brasileira da empresa, Claudine Fronterotta.

O valor, portanto, é 90% menor do que a própria Federação achava. Em entrevista à Globo, o presidente da Comissão de Arbitragem da Ferj Jorge Rabello disse que cada câmera custaria R$ 614 mil (o que daria quase R$ 8,5 milhões para as 14 câmeras) além de um custo de R$ 10 mil por jogo, que segundo Fronterotta não existe:

– A tecnologia não requer manutenção por jogo e nem custo operacional. O operador do estádio entra na sala de controles duas horas antes do jogo e liga um botão de computador. Ele pode sair da sala e deixar o sistema trabalhar.

Apesar de ainda não ter sido procurado por nenhuma federação brasileira e tampouco a CBF, o GoalControl já está instalando o sistema em estádios da Rússia por conta da Copa de 2018 e também negocia com alguns outros países, como Austrália e Espanha.
 
BATE-BOLA
Claudine Fronterotta, representante da GoalControl no Brasil

L!Net: Após o jogo entre Flamengo e Vasco, a GoalControl foi procurada por alguma federação?
CN: Não,  nem antes e nem depois do ocorrido no jogo Flamengo e Vasco fomos procurados pela  Ferj ou por nenhuma outra federação brasileira;

L!Net: A Fifa requere que a tecnologia esteja ativa em todos os estádios de um torneio?
CN: A tecnologia de controle de gol não é norma ainda. Sendo assim, não existe uma obrigatoriedade de utilização dos sistemas.  Naturalmente que quando uma norma é implementada passa por uma fase de testes oficiais. Então, em um primeiro momento teríamos jogos do mesmo campeonato em estádios que têm a tecnologia e em estádios sem a tecnologia. Após esta fase, não tenho autoridade para responder.

L!Net: Como está o andamento das obras para a instalação da tecnologia nas Arenas para a Copa? Houve algum problema?
CN: Por contrato, não sou autorizada a falar desse assunto.

L!Net: Tecnicamente falando, há algum problema em instalar a tecnologia em estádios que ainda não estão 100% prontos?
CN: A tecnologia pode ser instalada em qualquer fase, porém, quanto mais cedo mais fácil para nosso técnicos, porque o processo envolve o uso de cabos de fibra ótica e cabos elétricos. E naturalmente um estádio em fase de obras facilita muito este trabalho.

 

COMO FUNCIONA

O GoalControl utiliza câmeras para seguir a bola, ao contrário de outros sistemas, que utilizam chips dentro da bola. O sistema espalha sete câmeras para cada gol nas coberturas dos estádios. Cada uma tem um computador – que mapeia aonde a bola está – e manda para um software central. Mais de 400 imagens por segundo em 3-D são captadas.

Este é apenas um dos quatro sistemas já licenciados pela Fifa. Cada campeonato é livre para escolher sua própria tecnologia, mas o GoalControl saiu na frente dos rivais – Cairos GLT, Hawk-Eye e GoalRef – por ter sido escolhido pela própria entidade internacional para estar em todas as suas competições. O Hawk-Eye recuperou espaço ao acertar com a poderosa Premier League.

Fonte: LANCENET!

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠