Mauro Galvão sobre Jomar: "ficou um tempo sem jogar e ele deve ter sentido bastante"


 

O Diretor-executivo das categorias de base do Vasco da Gama, Mauro Galvão concedeu uma entrevista exclusiva ao programa Show do Apolinho, da Super Rádio Tupi. O principal tópico abordado foi o jovem zagueiro Jomar, que teve uma má atuação na derrota em 2 a 1 para o Cabofriense, no último domingo (23/02).

Confira parte da entrevista:

No ano passado o zagueiro Jomar teve vinte e uma oportunidades, sendo titular em todas elas, e nessa primeira chance que teve em 2014 não foi tão bem, tendo a torcida em seu encalço. Como você acha que isso pode influenciar negativamente o psicológico do atleta?

“Acho que são momentos que o jogador tem que ter tranquilidade. Sei que é difícil, o Jomar ficou um tempo sem jogar e ele deve ter sentido bastante em relação ao ritmo de jogo. Outro fator que deve ter atrapalhado o Jomar em sua volta é a saída do Rodrigo. O Luan foi para o outro lado e isso gerou uma mudança grande na defesa. A gente sabe que no futebol tem momentos em que as coisas vão bem e em outras você é cobrado e tem que ter calma. O Jomar deve ter estas consciência, ainda mais com o que aconteceu no ano passado (rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro)”, disse.

Como é que fica para o jogador saber que vai voltar para o banco de reservas novamente e ter que esperar aquela nova oportunidade? Ele tem que se concentrar neste momento?

“É difícil de dizer. A verdade que o jogador tem que ficar pronto no momento em que for solicitado. Acho possível que ele jogue. Esta partida no qual o Vasco foi mal pode ser superada contra o Madureira, por exemplo. Há muitas oportunidades para o Vasco chegar nas semifinais do Campeonato Carioca”, afirmou.

Fonte: Super Rádio Tupi

Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠