Adilson cita impaciência após virada e culpa falhas por revés: 'Todos erramos'


Adilson Batista Cabofriense x Vasco (Foto: Márcio Alves / O Globo)
A derrota para a Cabofriense dentro de São Januário, por 2 a 1 de virada, deixou o Vasco ameaçado de sair da zona de classificação no Campeonato Carioca. O técnico Adilson Batista, criticado e xingado pela torcida no fim do jogo, tentou defender seus atletas, principalmente Jomar, que falhou nos dois gols e foi muito vaiado pela torcida. O comandante vascaíno viu pontos positivos na equipe e dia infeliz nas finalizações. Apesar de alguns elogios, o treinador cobrou atenção, mas garantiu que os erros serão corrigidos nos últimos cinco jogos da Taça Guanabara.
– Enfrentamos um adversário direto, que agora abriu essa vantagem, temos que ficar atentos aos demais jogos para classificar sem sustos. Precisamos ter atenção com os jogos – alertou. 
Confira outros trechos da entrevista coletiva de Adilson batista:
Partida

– Acho que jogou bem, chutou, finalizou, bola na trave, quase 20 finalizações. O adversário teve sete ou oito oportunidades. Acabamos errando e proporcionando o adversário a virar. Gerou certa impaciência. Tivemos que abrir, no segundo tempo pressionamos. O adversário contra-atacou, era normal pela proposta.
Procuramos furar o bloqueio, fizemos, mas não conseguimos o objetivo que era a vitória. Todos nós erramos. Mas foi mérito do goleiro também, tivemos três bolas na trave, tivemos oportunidade clara no início. Tentamos, mas acabamos errando e o adversário está aproveitando oportunidades. Depois, eles se posicionaram de maneira diferente, mas finalizamos bastante. Fizemos um jogo bem agressivo, trabalhamos com os dois abertos no segundo tempo, depois o Thalles, o Douglas pediu para sair, estava cansado, ficamos mais expostos, mas o controle do jogo foi nosso.
Jomar
– É um atleta jovem, com muito potencial, mas que enfrentou o Fabricio Carvalho, um atleta experiente, que se colocou bem e teve méritos. A hora é de passar tranquilidade, porque ele joga na quinta-feira. O Rodrigo está fora, o Luan está suspenso e o Douglas Silva ainda não pode jogar. Vamos passar tranquilidade para ele. Às vezes não está num dia feliz, como hoje, todos nós temos que entender e ajudar nesse momento. Acho que no segundo tempo ele melhorou, estava mais seguro, mais confiante, saiu na cobertura, combateu. Mas evidente que o primeiro tempo não foi bom. A cobrança do torcedor é normal, faz para crescer.

Avaliação individual

– Os dois volantes foram bem, tivemos uma exceção na noite que temos que relevar e conversar para que a gente melhore. O Diego Renan fez um jogo tranquilo, o André Rocha deu assistência, foi seguro. Luan fez uma partida tranquila. Fellipe Bastos finalizou várias vezes, começou de uma maneira, depois de outra, com placar adverso, foi bem. O Douglas tem que relevar hoje, fez o terceiro jogo consecutivo, Montoya foi bem, Edmilson também foi muito bem, ajudando muito no primeiro tempo. Bernardo entrou bem. Num todo merecíamos resultado melhor.

Lentidão

– Cobrei saída rápida, porque tínhamos um adversário fechado, com bom passe, boa reposição, uma saída rápida. Porque do jeito que estávamos precisávamos acelerar a partida para pegar o adversário desprevenido.

Herança de 2013

– Não sei se é herança do ano passado essa reação da torcida. Quem sou eu para julgar, estou aqui há poucos meses, estou me dedicando, trabalhando, me entregando, tentando melhorar. Torcedor tem todo direito de protestar, tem seu jogador, sua preferência, sempre vou respeitar. Estamos nos dedicando para fazer o melhor.
Fonte: Globo.com
Cartola FC: Liga Oficial Vascaínos Unidos
Participe: Grupo de Debates no Facebook
Curta: Fan Page VU no Facebook
Seja Sócio Gigante. Confira os novos planos!

✠ ✠ ✠ Escreva um comentário ✠ ✠ ✠